domingo, 18 de março de 2018

Morte de Stephen Hawking


Stephen Hawking, singular a tantos níveis, morreu esta quarta-feira de madrugada na sua casa em Cambridge, aos 76 anos. O físico britânico, um dos nomes da ciência mais prestigiados e o cientista da actualidade mais conhecido em todo o mundo, trouxe um novo olhar sobre os buracos negros, nunca deixando de se indagar sobre a origem do Universo. Ao mesmo tempo que provocava, com humor e intelecto, o que sabíamos sobre o cosmos – tanto junto da academia como do público –, desafiava os próprios limites da vida humana.
Aos 21 anos, foi-lhe dito que sofria de esclerose lateral amiotrófica e que teria dois anos de vida pela frente. A doença veio a afectá-lo gradualmente, ao ponto de conseguir mexer pouco mais do que um dedo e piscar os olhos, mas o físico fintou o diagnóstico pessimista: com a ajuda de uma cadeira de rodas e um sintetizador de voz, ultrapassou em quase cinco décadas o tempo de vida que lhe era dado – sem nunca prescindir de participar na comunidade científica.
      DE:  https://www.publico.pt/2018/03/14/ciencia/noticia/morreu-stephen-hawking-1806547

Mensagem em destaque

Impacto da IoT nas Smart cities (parte 02)

Governo inteligente: Analisar reclamações e preocupações apresentadas pelos cidadãos devido a melhores capacidades sensorial ajuda a res...