sábado, 23 de fevereiro de 2019

O que é o OpenShot?

O OpenShot é um editor de vídeo e de código aberto gratuito para o Linux, macOS e Windows. O projeto foi iniciado em Agosto de 2008 por Jonathan Thomas, com o objetivo de fornecer um editor de vídeo estável, livre e amigável.
A principal função do OpenShot é implementada em uma biblioteca de C++, libopenshot. O OpenShot usa o kit de ferramentas Qt e oferece uma API Python.
Os vários formatos que esta aplicação suporta são codecs de áudio, como mp3 e aac. Este programa ainda pode renderizar vídeos em MPEG4, ogv, Blu-ray, DVD e vídeos em full HD para dar upload em sites na internet.


Foxit reader

O Foxit é um leitor básico e multilinguístico de PDF, que pode ser obtido gratuitamente por download ou comprado para ter uma versão completa. O Foxit reader pode também criar e editar arquivos de PDF sendo bastante bom para por, por exemplo, sublinhar várias partes de texto.



sexta-feira, 22 de fevereiro de 2019

Melhores Editores de Vídeo Grátis


Encontrar um bom editor de vídeo, que consiga produzir os resultados que procuramos atingir, e que seja gratuito pode ser difícil, uma vez que com a evolução tecnológica e com o desenvolvimento de novos softwares, o número de escolhas que temos para encontar o editor certo é muito elevado.

Assim fiz uma lista com os 3 melhores editores de vídeos gratuitos disponíveis no mercado.


 1.Hitfilm Express

O Hitfilm Express é um dos mais populares editores de vídeo gratuitos. Esta ferramenta disponibiliza mais de 410 efeitosEste é um editor de vídeo do segmento profissional e como tal, com esse estatuto, disponibiliza todas as funcionalidades básicas necessárias para a manipulação de vídeo. No site os utilizadores podem ver algumas demos de conteúdos trabalhados com esta ferramenta, que podem ajudar um iniciante não só a ter ideias para os seus projetos, como também podem ajudar na criação dos seus trabalhos nestas ferramentas.




  2. Lightworks

O Lightworks é um software de edição de vídeo de nível profissional mas de fácil utilização. Esta ferramenta está disponível numa versão gratuita, mas existem também uma versão mais completa, contudo é paga. É multi-plataforma, tendo suporte para Windows, Mac e Linux.
Esta ferramenta tem uma interface bastante intuitiva, disponibiliza uma timeline bastante prática, possibilidade de exportar o vídeo para o YouTube e para a plataforma.


  3.DaVinci Resolve

DaVinci Resolve é sem dúvida o editor de vídeo mais avançado em termos técnicos, sendo portanto o que mais se aproxima a um editor profissional. No entanto o seu aspeto é muito intuitivo permitindo que qualquer o consiga utilizar.No entanto, se o objetivo do autor do projeto for apenas cortar e juntar vídeos este editor não será a melhor escolha devido à sua complexidade. Por fim, a sua especialidade concentra-se na correção de cores.


quinta-feira, 21 de fevereiro de 2019

As 3 distribuições GNU/Linux mais populares

1. Ubuntu






Com milhões de utilizadores em todo o mundo, o Ubuntu é o terceiro sistema operativo mais popular do mundo. Esta distribuição GNU/Linux já foi a mais popular do mundo e tem ganho nos últimos anos algumas (pequenas) melhorias. Conheça aqui o novo Ubuntu 18.04 LTS (Bionic Beaver).

Apesar de todas as inovações, o Ubuntu continua a perder terreno para as distribuições concorrentes.

2. Mint


O Linux Mint é uma das distribuições Linux mais populares do mundo. Para quem quer dar os primeiros passos numa boa alternativa ao sistema operativo Windows e também MacOS, esta é normalmente uma das distribuições Linux sugeridas, mas é também uma das que tem maior comunidade. Recentemente foi lançado o Linux Mint 19 “Tara”.

1. Manjaro



O Manjaro Linux é o novo líder do TOP 10 das distribuições GNU/Linux. É uma das distribuições mais bonitas, que facilita a “entrada” dos utilizadores no mundo do Arch Linux. É uma rolling distro e tem total compatibilidade com os repositório do Arch (AUR – Arch User Repository). Vejam aqui todos os nossos artigos sobre o Manjaro Linux.

E tu? Qual a tua favorita?


Novo Kali Linux 2019.1


Seja um hacker com o novo Kali Linux 2019.1

A segurança informática é hoje em dia uma das áreas mais importantes dentro da própria área da informática. Para estudar as mais diversas ameaças e vulnerabilidades, é importante conhecer as ferramentas usadas pelos piratas informáticos com o objetivo de conseguir neutralizar os ataques.
Uma das distribuições Linux direcionadas para o segmento da segurança informática é o Kali Linux.





Principais Novidades

  • Correção de vários bugs
  • Linux Kernel 4.19.13
  • Novo Metasploit 5.0 que inclui várias ferramentas
  • Atualização de várias ferramentas: theHarvester, DBeaver

Para quem já tem versões anteriores pode facilmente proceder à sua atualização através do seguinte comando:

apt update && apt full-upgrade

Não esquecer que devido à capacidade de determinadas ferramentas, estas apenas devem ser usadas num ambiente académico ou de testes. Em Portugal, o CiberCrime pode levar à prisão.


Consultei os sites Kali e BetaNews no dia 21/02/2019.


Os 3 melhores comandos do CMD para Windows





1. Taskkill 


Já sabe: se algum programa crashou ou bloqueou, etc, basta utilizar a combinação de teclas CTRL+ALT+DEL para chamar o Gerenciador de Tarefas e então finalizar o processo. Ocorre que algumas vezes pode ocorrer do Gerenciador de Tarefas simplesmente não abrir. Ele pode também simplesmente demorar muito para abrir.
Nestas situações, pode então utilizar o comando taskkill no prompt de comando do Windows. Digite o seguinte:
taskkill /f /im nomedoprograma.exe

2. Ping



Certamente já deve ter ouvido a expressão “pingar o servidor tal”, ou “pingar tal IP”. O comando “Ping” verifica se determinada máquina se encontra na rede e também se ela está a responder. Pacotes de dados serão enviados para o tal destino, ou seja, para o “endereço pingado”, e uma resposta deverá ser obtida.

3. Tracert


Outro comando semelhante ao “ping” é o “tracert”. O nome desse recurso vem de “traçar rota”, justamente porque ele serve para verificar se todos os servidores envolvidos na comunicação entre seu computador e uma determinada página estão operando conforme o esperado.
Ao executar esse comando, o Windows confere o tempo necessário, em milisegundos, para se conectar a cada um dos computadores intermediários no processo de acesso até a página solicitada. O último rastreado na rota é a página que você quer visitar.



Consultei o site lifewire no dia 21/02/2019.



7 linguagens de programação a aprender em 2019

Com o crescimento da popularidade de certas áreas tecnológicas também as linguagens de programação se tornam mais ou menos populares e procuradas já que é a programação que permite criar novos produtos como apps (que atualmente está na "moda") entre muitos outros produtos tecnológico.

As linguagens de programação "andam de mão dada" com as tendências tecnológicas, com a entrada de um novo ano novas tendências virão e algumas linguagens vão ser mais procuradas e outras menos.
Estas são 7 linguagens de programação a aprender em 2019:
  • Python - a popularidade atual desta linguagem deve-se ao desenvolvimento da inteligência artificial já que é uma das principais utilizadas neste campo.
  • JavaScript - de acordo com o Stack Overflow esta é a linguagem mais popular atualmente e é essencial para qualquer programador web.
  • Java - esta é uma linguagem que teve bastantes fases populares e outras menos populares, no entanto é bastante utilizada no desenvolvimento de aplicações Android.
  • Go - é uma linguagem criada pela Google, podem pensar nela como uma mistura de Python e C++, tornando-se assim bastante eficiente.
  • PHP - é a linguagem backend (utilizada para programar a lógica por detrás dos programas) mais popular e embora linguagens como JavaScript e Python estejam a "invadir o território" do PHP, este continua a ser bastante procurado.
  • Swift - esta linguagem relativamente recente é utilizada no desenvolvimento de aplicações para iOS. É relativamente fácil de aprender e tem muito potencial profissional.
  • C++ - uma das mais antigas linguagens continua a ser muito utilizada e procurada já que é muito fiável e poderosa. Tem bastantes aplicações desde a criação de gráficos 3D para um jogo até à robótica no entanto não é a linguagem mais intuitiva.


Consultei interestingengineering.com no dia 19/02/2019



quarta-feira, 20 de fevereiro de 2019

5 sites para download de áudio gratuito

O som é uma parte essencial de qualquer projeto de vídeo como por exemplo um filme ou um vídeo de viagem, por vezes não temos o som gravado e temos de arranjar uma maneira de o conseguir ou precisamos mesmo de uma música de fundo.

Existem imensos sites para download de sons e músicas, no entanto muitos deles é necessário comprar estes áudio.
Eis uma lista de 5 sites para que possam fazer download e utilizar ficheiros de áudio para o vosso projeto:
  • FreeSound - este site é focado em sons de efeitos como a chuva ou passos na floresta, conta com uma biblioteca enorme onde podem encontrar tudo aquilo que possam precisar.
  • 99Sounds - conta com imensas coleções de sons de alta qualidade criados por vários designers de som. As coleções são bastante grandes e a qualidade de som é fantástica.
  • freeSFX - conta com milhares de efeitos de som de boa qualidade organizados por categorias o que facilita a procura de efeitos de som ao utilizador.
  • Jamendo Music - este é um site para download de músicas gratuitas para utilização em projetos pessoais por exemplo, no entanto se quisermos utilizar estas músicas para uma aplicação comercial teremos de a comprar (podemos fazê-lo através do Jamendo).
  • SoundCloud - o SoundCloud é um serviço gratuito de stream de músicas (como o Spotify por exemplo, sendo este pago) no entanto conta também com uma seleção de músicas para download ao contrário de serviços como o Spotify.


Consultei os sites online-tech-tips.com e digitalmusicnews.com no dia 19/02/2019

terça-feira, 19 de fevereiro de 2019

Como fazer output de um comando para um ficheiro




Tutorial por Tomás Philippart.

Java

Java é uma linguagem de programação orientada a objectos desenvolvida na década de 90 por uma equipe de programadores chefiada por James Gosling, na empresa Sun Microsystems. Existem muitas aplicações e sites que não funcionarão, a menos que você tenha o Java instalado, e mais desses são criados todos os dias. O Java é rápido, seguro e confiável. De laptops a datacenters, consoles de games a supercomputadores científicos, telefones celulares à Internet, o Java está em todos os lugares!

A linguagem Java foi projetada tendo em vista os seguintes objetivos:

Orientação a objetos - Baseado no modelo de Simular;
Portabilidade - Independência de plataforma - "escreva uma vez, execute em qualquer lugar" ("write once, run anywhere");
Recursos de Rede - Possui extensa biblioteca de rotinas que facilitam a cooperação com protocolos TCP/IP, como HTTP e FTP;
Segurança - Pode executar programas via rede com restrições de execução.


As 5 linguagens de programação mais usadas

Existem dezenas de linguagens de programação. cada uma direccionada para cada coisa, desta forma existem linguagens de programação mais utilizadas que outras como:

-Java, a linguagem de programação mais solicitada de longe é o Java. No topo da maioria dos índices especializados na medição da popularidade, o Java se caracteriza por ser portável, ou seja, é possível compilar um programa em Java de maneira fácil para todo tipo de aparelho. Vale lembrar também que o Java é a linguagem mais usada para a criação de aplicativos Android.

-Javascript, ainda é amplamente utilizado em aplicações web e tem ganhado espaço no desktop/mobile, sendo bastante usado para criar interatividade. Apesar de ser uma linguagem mais antiga em comparação à maioria das que serão listadas aqui, o JavaScript é bastante requisitado e parte desse sucesso se deve a sua simplicidade.

-Python, considerada a linguagem de mais fácil aprendizado, a Python continua a ser uma das mais populares no mercado, mesmo que tenha sido lançada há quase 30 anos atrás (em 1989). É um dos códigos de mais fácil leitura e é bastante utilizado para desenvolvimento web e machine learning.

-C, talvez a mais conhecida entre as linguagens de programação a linguagem C também é uma das mais antigas já lançadas. Sua principal vantagem está também na facilidade de portar um programa para outro tipo de dispositivo. 

-C++, é uma versão mais atual do C - embora também já tenha certa idade - e é bastante utilizado no desenvolvimento de softwares mais pesados, como sistemas integrados (CRM), aplicações que promovem interação entre cliente e servidor ou jogos para computador, entre outros.





5 conferências de programação em 2019

Todos os anos existem dezenas de conferências sobre programação em todo o mundo, 2019 não é uma excepção!

A comunidade de programadores continua a crescer e com ela o número e a dimensão dos eventos e conferências. Estas conferências são ótimas oportunidades para os programadores exporem os seus projetos. 
Eis uma lista de 5 conferências que vão decorrer em 2019:
  • Consumers Electronics Show (8-11 de janeiro, Las Vegas, Nevada) - Esta conferência destina-se a novos produtos para os consumidores como brinquedos, veículos ou telemóveis.
  • MicroConf (24-28 de março, Las Vegas, Nevada) - Um evento com bastantes oradores e palestras contanto com programadores, CEOs, empresários e mais.
  • Google Cloud Next 2019 (9-11 de abril, San Francisco, California) - Uma conferência feita pela Google para inspirar desenvolvedores de software.
  • PyCon (1-9 de maio, Cleveland, Ohio) - Uma conferência virada para programadores de Python
  • RISE (8-11 de julho, Hong Kong) - Uma das maiores conferências de start-ups no mundo inteiro, contando com participantes de variadas nações.

Consultei simpleprogrammer.com no dia 19/02/2019

domingo, 17 de fevereiro de 2019

ThisPersonDoesNotExist.com usa uma IA para gerar rostos falsos infinitos

A capacidade de uma inteligência artificial gerar visuais falsos ainda não é um conhecimento comum, mas um novo site - ThisPersonDoesNotExist.com - oferece uma educação rápida e persuasiva.


O site foi criado por Philip Wang, um engenheiro de software da Uber, e usa a pesquisa lançada no ano passado pela designer de chips Nvidia para criar um fluxo interminável de retratos falsos. O algoritmo por trás dele é treinado enum enorme conjunto de dados de imagens reais e, em seguida, usa um tipo de rede neural conhecida como rede adversária generativa (ou GAN) para fabricar novos exemplos.

“Cada vez que o site é atualizado, a rede gerará uma nova imagem facial do zero”, escreveu Wang num post no Facebook. Ele acrescentou em um comunicado à Motherboard "A maioria das pessoas não entende como as IAs serão boas a sintetizar imagens no futuro".

Alguns rostos de amostra, completamente falsos, criados pelo site.
O framework subjacente da IA, que alimenta o site, foi originalmente inventado por um pesquisador chamado Ian Goodfellow. O algoritmo da Nvidia, chamado StyleGAN, foi desenvolvido recentemente e provou ser incrivelmente flexível. Embora esta versão do modelo seja treinada para gerar rostos humanos, ela pode, em teoria, imitar qualquer fonte. Os investigadores já estão a experimentar outros alvos, incluindo personagens de anime, fontes e grafites.

Como já foi discutido, o poder de algoritmos como o StyleGAN levanta muitas questões. Por um lado, há aplicações criativas óbvias para essa tecnologia. Programas como este poderiam criar infinitos mundos virtuais, assim como ajudar designers e ilustradores, levando assim a novos tipos de arte. Depois, há as desvantagens. Como vimos nas discussões sobre deepfakes (que usam GANs para colar os rostos das pessoas nos vídeos-alvo, muitas vezes para criar pornografia não consensual), a capacidade de manipular e gerar imagens realistas em grande escala terá um efeito enorme sobre como as sociedades modernas pensam em evidências e confiança. Esse software também pode ser extremamente útil para criar propaganda política e campanhas de influência. Em outras palavras, ThisPersonDoesNotExist.com é apenas a introdução educada a essa nova tecnologia. O despertar rude vem depois.


Sites consultados:
The Verge

A era de ouro dos mercados de drogas da deep web acabou

Em julho de 2017, agentes federais derrubaram o mercado Alphabay, até então uma das maiores e mais lucrativas fontes de droga da dark web. Mas mais de um ano e meio após a queda, agentes federais ainda estão a fazer detenções em casos de Alphabay, perseguindo os traficantes que vendiam drogas através do site.


O caso mais recente chegou ao fim na semana passada, quando o cidadão canadiano Christopher Bantli se declarou culpado de vender fentanil e outros análogos de opióides através da Alphabay sob o nome “canadasunshine”. Bantli vendeu para uma série de agentes da DEA disfarçados durante 2015 e 2016, e foi condenado sob sigilo em setembro de 2016. Mas ele não foi preso até janeiro de 2019, quando os agentes federais conseguiram extraditá-lo para os Estados Unidos pelo recente apelo.

Esses casos estão a tornar-se mais comuns em todos os sítios. Mesmo antes do derrube da plataforma, os agentes antidrogas conseguiram prender fornecedores individuais por meio de compras direcionadas. Essa técnica só se tornou mais eficaz à medida que as trocas por bitcoin foram encerradas e as agências foram capazes de sustentar operações falsas de lavagem de dinheiro no seu lugar, gerando ainda mais pistas.
Até agora, a cartilha para derrubar traficantes de drogas da dark web é bem estabelecida. Uma operação de lavagem de dinheiro em junho implicou 35 fornecedores diferentes, mas casos menores começaram a ser cada vez mais frquentes. Um mês depois do derrube de Alphabay, um suposto vendedor de cocaína foi preso no vale central da Califórnia. Dez dias depois, mais seis foram indiciados no mesmo distrito. Dois traficantes de heroína baseados em Brooklyn foram sentenciados em janeiro. Em março, um homem de Stockton foi condenado a oito anos por comprar armas de fogo sem licença através do mercado. As prisões dos vendedores continuam e continuam, muito depois de os próprios mercados fecharem.

Quando a operação entrou em cena pela primeira vez, parecia que a lei havia sido superada. A combinação do Tor e do Bitcoin parecia uma maneira segura e não rastreável de comprar mercadorias ilegais. Mesmo quando os agentes federais derrubavam uma plataforma, mais surgiam no seu lugar. Olhando para todo o comércio ilícito que está sendo feito a cada dia, os mercados pareciam imbatíveis. Mas depois de um fluxo aparentemente interminável de detenções de fornecedores, esse modelo é menos convincente. Em vez de um novo paradigma, os mercados escuros da web agora parecem mais uma breve janela em que a tecnologia do mercado superou a capacidade da lei de rastreá-la. Mas agora as forças policiais recuperaram e, a julgar pela taxa de acusações, o tempo perdido está a ser compensado.


Dark Web

A dark web é o conteúdo da World Wide Web que existe em darknets, que se sobrepõem a redes que usam a Internet, mas exigem software, configurações ou autorização específicas para serem acedidas. A dark web forma uma pequena parte da deep web, a parte da Web não indexada por mecanismos de busca da web, embora algumas vezes os termos sejam misturados.

As darknets que constituem a dark web incluem pequenas redes peer-to-peer de amigos para amigos, assim como grandes redes populares como Tor (Tor é um software livre e de código aberto para permitir a comunicação anónima e dificulta o rastreamento da atividade do utilizador na Internet), Freenet, I2P e Riffle comandadas por organizações públicas e indivíduos. Utilizadores da dark web referem-se à web normal como Clearnet devido à sua natureza não criptografada.

Na Dark Web, as identidades e os locais dos utilizadores da darknet permanecem anónimos e não podem ser rastreados devido ao sistema de criptografia em camadas. A tecnologia de criptografia direcciona os dados dos utilizadores por um grande número de servidores intermediários, o que protege a identidade dos utilizadores e garante o anonimato. As informações transmitidas podem ser descriptografadas apenas por um nó subsequente no esquema, o que leva ao nó de saída. O sistema complicado torna quase impossível reproduzir o caminho do nó e descriptografar as informações camada por camada. Devido ao alto nível de criptografia, os sites não podem rastrear a geolocalização e o IP de seus utilizadores, e os utilizadores não podem obter essas informações sobre o host. Assim, a comunicação entre os usuários da darknet é altamente criptografada, permitindo que os utilizadores falem, publiquem e compartilhem arquivos de maneira confidencial.

A darknet é usada para diferentes coisas, mas também para atividades ilegais, como comércio ilegal de drogas, por exemplo, fóruns e troca de mídia não autorizada, como pornografia infantil.



Onion services (Tor também pode fornecer anonimato para sites e outros servidores. Os servidores configurados para receber conexões de entrada somente por meio do Tor são chamados de onion services). Em vez de revelar o endereço IP de um servidor (e, portanto, seu local de rede), um serviço onion é acessado por meio de seu endereço onion, geralmente por meio do Navegador Tor. baseados na Web em fevereiro de 2016

Sites consultados:

Ideias para começar a programar

O que devo fazer quando começo a programar?

Saber o que fazer e por onde começar são dois dos maiores problemas de um programador iniciante. Aqui ficam algumas ideias para programadores sem experiência e que procuram praticar e aprender.

Um bom objetivo é criar um programa que possa ser utilizado por nós ou por outra pessoa, em casa ou no trabalho por exemplo.
Um programa que possa ser utilizado no trabalho depende do tipo de emprego, mas é uma boa ideia pensar em automatizar alguma tarefa repetitiva no computador, por exemplo, enviar e-mails ou mover ficheiros.
Também é possível criar algo semelhante a uma calculadora ou uma lista de tarefas, podendo estas ser útil tanto para os trabalhadores como para os estudantes.

Tutorial para construir uma calculadora
https://www.youtube.com/watch?v=qQEYAOPWDzk

Também são boas ideias para os programadores mais avançados criar um programa que simule um jogo de xadrez, ou o jogo Snake.


Tutorial para criar um jogo de Snake



Fontes:
http://www.programmingforbeginnersbook.com/blog/what_should_i_make_beginner_programming_project_ideas/
https://www.makeuseof.com/tag/beginner-programming-projects/

Principais usos e vantagens do JavaScript


Principais usos e vantagens do JavaScript


Resultado de imagem para javascript uses


A principal vantagem para um “developer” usar Javascript é o facto de este usar o browser do utilizador
(cliente) e não sobrecarregar os servidores, tornando-o mais reativo para o utilizador e não se torna tão
dispendioso em termos de tráfego ou servidores.
Como desvantagem há que sublinhar que ao não ter controlo sobre que tipo de ambiente de processamento
está do outro lado (pode ser um computador lento ou ter vários programas a correr ou outros JavaScripts
noutros tabs do browser a consumir recursos) torna-se difícil garantir uma experiência uniforme. Muitas
vezes o JavaScript é desligado nos browser por questões de segurança.
Quais as principais vantagens do JavaScript?
- Fácil de implementar – basta coloca o código no ficheiro HTML e dizer ao browser que é JavaScript.
- Funciona nos computadores dos utilizadores dos browsers – mesmo offline
- Permite criar interfaces bastante reativos – o que torna a experiência do utilizador bastante boa, uma vez
que não precisa esperar pela resposta do servidor.
- Pode carregar conteúdo para um documento sem ser necessário recarregar toda a página
- Pode testar o que é possível correr no browser do cliente e reagir de acordo (Scripting defensivo)
Acaba por isso por ser uma linguagem bastante flexível e útil na criação de interfaces web pela sua facilidade
de integração com o HTML e CSS.
Os seus principais usos são entre outros, na realização de formulários e na deteção de atividades do utilizador
no site, nomeadamente a introdução de dados inválidos. Janelas “pop up” também é um dos usos do
JavaScript.
Mais recentemente o DOM (Document Object Module) que permite uma interação mais rica com as páginas
web, juntamente com o tratamento de eventos, leva a possibilidades muito interessantes para a criação de
belas experiências para o utilizador de páginas web.

Referências:

https://webplatform.github.io/docs/concepts/programming/the_purpose_of_javascript/

Qual a arquitectura do JAVA?


Qual a arquitectura do JAVA?
Resultado de imagem para java usages
O Java combina as aproximações da compilação e da interpretação. Primeiro o compilador de Java compila o
código fonte em ByteCode. Aquando da execução o JVM (Java Virtual Machine) interpreta este código bytes e
gera código máquina que será executada pela máquina sobre o qual corre o programa de Java. Assim o Java é
ao mesmo tempo linguagem compilada e interpretada.


Java Architecture


A JVM é um componente que fornece um ambiente para correr programas de Java. A JVM interpreta o
bytecode em código máquina que depois é executada na máquina em que o programa corre.
A independência de uma plataforma é outra das vantagens do Java. Ou seja o Java é portável porque pode
correr em diversas plataformas sem alterar o código fonte, sendo preciso escrever o código para uma plataforma e ele corre em qualquer.
Isto é possível pela independência que existe entre o código fonte e a interpretação que é feita do Bytecode
pela JVM, transformando-o num programa que corre na máquina onde se encontra.


Referência:

Quais as principais diferenças entre Java e JavaScript?


Quais as principais diferenças entre Java e JavaScript?

Resultado de imagem para javascript e java


O JavaScript é uma linguagem criada pelo Netscape e não faz parte da plataforma Java.
O JavaScript não cria applets nem aplicações independentes. Na sua forma habitual o JavaScript reside dentro
de ficheiros HTML de modo a proporcionar níveis de interactividade que não seriam possíveis apenas com
HTML.
O Java é uma linguagem de programação, é uma máquina virtual (é um ambiente de execução) que pode ser
instalado em qualquer computador e finalmente é um conjunto de programas para programadores usarem.
Java é usado em aplicações mais complexas, tais como jogos de telemóvel ou o GoogleDocs.
As principais diferenças-chave:
- Java é uma linguagem OOP (Object Oriented Programming) de programação enquanto o Java Script é uma
linguagem OOP de scripting (a diferença entre linguagens de scripiting e programação tem que ver com o
facto de as primeiras serem interpretadas e não compiladas e serem consideradas mais amigáveis que
linguagens de programação)
- Java cria aplicações que podem correr num browser ou numa máquina virtual, enquanto o JavaScript só
corre em browsers.
- O código do Java precisa de ser compilado (ou seja transformado em linguagem máquina), enquanto o
JavaScript é em texto e apenas precisa de ser interpretado (por um programa intérprete).
- Precisam de plug-ins diferentes
- Em consequência o Java tende a ser mais rápido que o JavaScript.


Referências:


Praticar programação (JavaScript)

Existem várias maneiras de praticar na programação, como por exemplo, ver e replicar código feito por outras pessoas, ou mesmo exercícios.

Cada pessoa sabe qual é o método de treino mais eficaz para aprender a programar; uma dessas maneiras é fazer exercícios compostos por um objetivo, como por exemplo:

Escreva um programa em JavaScript para mostrar o dia da semana e a hora no seguinte formato:
Sample Output : Hoje é : Terça-Feira. 
Current time is : 22 : 30 : 38

(Exercício retirado de https://www.w3resource.com/javascript-exercises/javascript-basic-exercises.php)

Esta página com exercícios pode ser muito útil para praticar autonomia na programação, visto que o objetivo é desenvolver o código sozinho tendo um objetivo específico em cada exercício, até existindo soluções para ajudar quando surgem dúvidas.

Aqui fica o link deste site que contém inúmeros exercícios úteis para praticar JavaScript: https://www.w3resource.com/javascript-exercises/

Outra forma de praticar, melhor para iniciantes, é copiar código criado por outros e alterar pequenas partes de maneira a ver o seu output e tirar conclusões sobre o que acabou de ser alterado.

Fontes:
https://www.w3resource.com/javascript-exercises/javascript-basic-exercises.php
https://www.w3resource.com/javascript-exercises/


O que é o Screencastify?

O Screebcastify tem uma única e exclusiva função de gravar o browser. Desta podem se fazer screencasts ou simplesmente gravar uma apresentação de forma simples e sem recurso a ferramentas externas.
Toda a gestão de vídeos gerados pode ser feita diretamente a partir do browser, podendo estes serem renomeados, eliminados, exportados ou carregados para o YouTube.
Estas 2 ultimas funções são essenciais para a usabilidade de uma ferramenta destas, pois o resultado final das gravações deve ser facilmente exportável. A função de envio para o YouTube é um extra importante fcilitando todo o processo.
Mas o ScreenCastify não se limita a permitir a gravação da janela do browser, podendo também gravar tudo o que se passa no seu ecrã. Esta função ainda é experimental, mas já funciona bem. Para além de gravar vídeo o Screencastify consegue ainda gravar áudio sendo assim uma ferramenta mais completa.


Ruby

O Ruby é uma linguagem com um cuidadoso equilíbrio. O seu criador,Yukihiro “Matz” Matsumoto, uniu partes das suas linguagens favoritas (Perl, Smalltalk, Eiffel, Ada e Lisp) para formar uma nova linguagem que equilibra a programação funcional com a programação imperativa.
Inicialmente, Matz estudou outras linguagens em busca de encontrar uma sintaxe ideal. Durante a sua busca, disse, “Eu queria uma linguagem interpretada que fosse mais poderosa do que Perl e mais orientada as objetos do que Python.”
Em Ruby, tudo é um objeto. Cada parcela de informação e código podem receber as suas próprias propriedades e ações. A Programação orientada a objetos denomina as propriedades como variáveis de instância e as ações como métodos. A aproximação pura, da orientação aos objetos do Ruby, é geralmente demonstrada pelo seguinte trecho de código que aplica uma ação a um número.
Em muitas linguagens, números e outros tipos primitivos não são objetos. O Ruby segue a influência da linguagem Smalltalk em atribuir métodos e variáveis de instância a todos os seus tipos. Esta abordagem facilita a utilização do Ruby, uma vez que as regras que se aplicam aos objetos aplicam-se a tudo em Ruby.

Mensagem em destaque

Python - News

NESTA PUBLICAÇÃO NÃO IREI ENSINAR NENHUM CONCEITO NOVO EM PYTHON, MAS SIM ACTUALIZAR OS MEUS LEITORES SOBRE UMA NOVIDADE RECENTE! O G...