sábado, 16 de março de 2019

Google Formulários


Como muitos sabem a Google disponibiliza várias ferramentas, que pretendem facilitar na criação de qualquer tipo de Documento, sendo este word, excel, apresentação, e a criação de formulários.

Neste post vou apresentar como utilizar os formulários e também as funcionalidades desta ferramenta.

O google formulários é utilizado por várias razões sendo estas: a criação de listas, gerir a organização de inventos, sondagens rápidas ou mesmo criar testes.

No entanto o que torna esta ferramenta tão utilizada é a forma como analisa de forma imediata os dados captados. Para além disso, uma vez que é uma das ferramentas google esta pode ser acedida em qualquer lugar enquanto existir internet, tornando-se assim um método eficaz de obter dados.

Para criar um formulário é apenas necessário ter uma conta google. Este método é eficiente e permite colocar perguntas de vários formatos, sendo que estas podem ser personalizadas pelo criador. Para além disto, uma vez que esta ferramenta pertence ao google, é permitido a junção de qualquer meio, seja vídeo, audio ou imagem, através do youtube ou google imagens.


O que é a linguagem de programação Keli?

Keli é uma linguagem de programação atualmente sendo desenvolvida com o objetivo de fazer com que mais criadores de conteúdo adotem a Programação Funcional (FP) para tornar a experiência do usuário de linguagens de Programação Funcional mais agradável.

Resultado de imagem para what is keli programing language

O que é programação funcional?

Na ciência da computação, a programação funcional é um paradigma de programação - um estilo de construção da estrutura e dos elementos dos programas de computador - que trata a computação como a avaliação de funções matemáticas e evita a mudança de estado e de dados mutáveis:
1- As funções sempre irão produzir a mesma saída com a mesma entrada;
2- Os dados (armazenados na memória (por exemplo, variáveis)) são imutáveis ​​(por exemplo, os valores não podem ser alterados)

Web Development Bootcamp in Lisbon

Este Bootcamp tem como objetivo ensinar as linguagens de programação HTML, CSS e JavaScript para nos dar as habilidades fundamentais para começar uma carreira no campo da programação. Este está dividido em 5 partes sendo elas o web prework, módulo 1, módulo 2, módulo 3 e por fim a carrer week.

Web prework:
Quando se tornar num estudante oficial, voçê recebe acesso a 60 horas de conteúdo de desenvolvimento on-line na nossa plataforma de alunos. Este pré-trabalho irá levá-lo através dos fundamentos da programação com JavaScript, HTML e CSS. Durante o Pré-Trabalho, você terá os nossos incríveis Assistentes de Professores disponíveis para esclarecer qualquer dúvida por meio do Email ou Slack. Completar e entender completamente o pré-trabalho é essencial para que os nossos alunos se preparem para o bootcamp. No final do pré-trabalho de preparação remota, você estará pronto para assumir o ritmo acelerado de nosso aprendizado no campus!

Módulo 1:
Este é o módulo de ramp-up, onde voçê conhecerá os seus colegas, professores e a família Ironhack. Além de conhecer sua nova comunidade, você irá aprender a configurar o seu ambiente de desenvolvimento para aprendizagem em sala de aula. Você será apresentado aos fundamentos da web design dos respetivos com HTML / CSS e ao incrível mundo do Javascript. Como um criador de Javascript de pilha completa, você irá precisar de entender tudo sobre este idioma, então prepare-se para dias intensos a aprender a linguagem de programação mais usada na Terra.

Módulo 2:
Durante este módulo, vamos mergulhar no mundo do Backend. Você irá aprender tudo o que precisa sobre como programar num servidor usando o NodeJS, o Express e o Handlebars. Além disso, você aprenderá sobre o banco de dados não relacionados com MongoDB e Mongoose, uma biblioteca de modelagem de dados de objeto que fornece um ambiente de modelagem rigoroso para seus dados. Finalmente, você aprenderá a fazer solicitações HTTP usando o Axios, integrar APIs no seu aplicativo e irá implementá-las para produção.

Módulo 3:
Durante o último módulo, você irá aprender um dos frameworks frontend mais populares do mundo: o ReactJS. Conceitos como o Single Page App (SPA) e os frameworks baseados em componentes começarão a parecer familiares. Essa tecnologia é usada pelas empresas mais importantes do mundo. O ReactJS foi desenvolvido por engenheiros do Facebook, e é mantido pelo Facebook e por uma comunidade de criadores de conteúdo e empresas individuais.

Carrer week:
A semana 10 será repleta de atividades para o preparar para a procura de trabalho profissional. Você pode esperar workshops de entrevistas pessoais e técnicas, preparação de portfólio e dicas de procura de emprego. Depois de se formar, você terá acesso á nossa rede global de parceiros de contratação por meio de eventos de dia aberto, acesso a oportunidades de trabalho exclusivas e nossa famosa Feira da Contratação.

quinta-feira, 14 de março de 2019

PT05 Javascript - Introdução pelos ;ScriptsGuys;

JavaScript; aprende com os ;ScriptsGuys;


Queres aprender JavaScript e não sabes por onde começar? Vê o nosso vídeo tutorial para aprenderes mais sobre esta linguagem, tal 
como operadores booleanos, fazer decisões,trabalhar com "If" e "Else if" e a escrever código para criares um jogo da batalha 
naval em JS.

Se quiseres aprender mais sobre o tema, tenta fazer o curso do SoloLearn especializado em 
JavaScript disponível em SoloLearn-JavaScript.

8 erros a evitar na aprendizagem da programação

A aprendizagem de qualquer coisa leva sempre a erros por parte de quem está aprender, alguns destes erros são comuns e é sempre útil sabê-los para que possam ser evitados e não levarem a uma má aprendizagem.

Esta é uma lista de 8 erros comuns a evitar por quem está a aprender a programar. Estes erros aplicam-se a qualquer linguagem de programação e podem ser úteis mesmo a programadores um pouco mais avançados que iniciantes.
  • Medo e falta de confiança - programação pode ser uma coisa impossível para aqueles que tentam aprender pela primeira vez mas é importante não desistir quando acham que nunca vão conseguir aprender.
  • Má formatação do código - embora não afete a aplicação do código é importante manter uma formatação limpa e organizada para facilitar a leitura do código.
  • Uso inconsistente de maiúsculas e minúsculas - algumas linguagens são sensíveis a maiúsculas e minúsculas, outras não, no entanto é importante seguir as boas práticas de cada linguagem de programação e fazer um uso consistente de maiúsculas e minúsculas.
  • Atribuição de maus nomes a variáveis e funções - devemos utilizar nomes descritivos e ter atenção ao comprimento deles.
  • Comentar demais - é muito importante a documentação no código, no entanto não é necessário comentar operações óbvias: só vai encher o código desnecessariamente.
  • Confundir linguagens, frameworks, plataformas e IDEs - quando começamos a aprender programação somos bombardeados com muitas linguagens e programas mas é importante sabermos o que é cada uma destas coisas para não nos confundirmos.
  • Não utilizar ferramentas de debugging - as ferramentas de debugging são uma ajuda enorme já que nos poupam tempo e dão detalhes sobre os erros do nosso código.
  • Não guardar o código periodicamente - devemos guardar diferentes versões do nosso código tanto no computador como num serviço cloud para termos a certeza que não acontece nenhum desastre e perdemos horas de trabalho.

Consultei o site creativebloq.com no dia 14/03/2019


terça-feira, 12 de março de 2019

30º Aniversário da World Wide Web


World Wide Web founder Tim Berners-Lee.

"Suponha que todas as informações armazenadas em computadores em todos os lugares estejam ligadas. Suponha que eu pudesse programar meu computador para criar um espaço no qual tudo pudesse estar ligado a tudo."

- Sir Tim Berners-Lee, inventor da Web





Há uns cinquenta anos, Tim Berners-Lee, pesquisador do laboratório de pesquisa de física do CERN, enviou ao seu chefe um documento intitulado "Information Management: A Proposal". 
Resultado de imagem para world wide webO memorando sugeriu um sistema com o qual os físicos do centro poderiam compartilhar “informações gerais sobre aceleradores e experiências”. “Muitas das discussões sobre o futuro no CERN e na era do LHC terminam com a pergunta: 'Sim, mas como vamos acompanhar um projeto tão grande?'”, Escreveu Berners-Lee. "Esta proposta fornece uma resposta para tais questões." 

A sua solução foi um sistema chamado, inicialmente, Mesh. Combinaria um campo nascente de tecnologia chamado hipertexto que permitia que documentos legíveis por humanos fossem interligados, com uma arquitetura distribuída que veria esses documentos armazenados em vários servidores, controlados por pessoas diferentes e interconectados. 


O chefe de Berners-Lee, Mike Sendall, pegou o memorando e anotou uma nota no topo: "Vago, mas emocionante ..." E foi isso.
Levou mais um ano, até 1990, para Berners-Lee começar a escrever código. Naquela época, o projeto tinha assumido um novo nome. Berners-Lee agora chamava-lhe de World Wide Web

Trinta anos depois, a invenção de Berners-Lee mais do que justificou os altos objetivos implícitos no seu nome. Mas com essa escala vieram uma série de problemas, que ele nunca poderia ter previsto quando estava construindo um sistema para compartilhar dados sobre experimentos de física.

7 editores de vídeo para iPhone

Por vezes temos vídeos e imagens no telemóvel que pretendemos editar e criar uma montagem rápida, é aí que entram os editores de vídeo para dispositivos móveis.

Este post está direcionado aos utilizadores de iOS e por isso aqui se encontra uma lista de 7 editores de vídeo para iPhone:
  • iMovie - o iMovie é um editor de vídeo gratuito desenvolvido pela Apple disponível não só para iOS mas também para macOS. Este software permite-nos fazer todas as operações básicas como cortar vídeo, adicionar transições e filtros, entre outros.
  • Videoshop - esta aplicação paga tem faz tudo aquilo que o iMovie faz mas permite gravar vídeo diretamente na aplicação bem como exportar os vídeos diretamente para serviços Cloud e para o YouTube ou Vimeo.
  • Splice - desenvolvido pela GoPro, a empresa por detrás das mais conhecidas câmeras de ação, funciona de forma muito simples: importamos o vídeo escolhemos as partes que pretendemos utilizar (Hilights), adicionamos música e a aplicação faz o resto por nós.
  • Cameo - esta aplicação foi desenvolvida pela Vimeo e conta com uma interface simples e intuitiva, o que torna esta aplicação muito boa para quem pretende fazer edições simples e rápidas.
  • Quik - outro programa desenvolvido pela GoPro, permite-nos fazer de forma semelhante ao Splice montagens automaticamente apenas importando fotografias e vídeos e escolhendo a música, no entanto o Quik permite-nos escolher também filtros e o formato (quadrado, cinema, etc.).
  • Video Crop - esta é uma aplicação direcionada para uma tarefa apenas: cortar vídeo. Com uma interface muito simples e intuitiva permite-nos alterar o ratio do vídeo bem como encurtá-lo.
  • Magisto - a particularidade do Magisto é a sua simplicidade: apenas precisamos de importar a matéria prima, escolher a música e um dos temas disponibilizados pela aplicação e ela faz tudo por nós.

Consultei o site beebom.com no dia 12/03/2019

PT05: Iniciação ao JavaScript

Como aprender JavaScript:


Aqui tens um link que te vai redireccionar  para um vídeo onde são explicados alguns temas sobre javascript.



segunda-feira, 11 de março de 2019

PT05 - Iniciação ao JavaScript

Queres aprender a programar javascript? Se queres então devias ver o nosso vídeo tutorial e visitar o site minitosta.ga, pois ambos têm muita informação que te irá ajudar a te tornares um ótimo programador. 
O nosso tutorial e o nosso site podem ter informações um pouco básicas mas estão bem explicadas, e para poderem aprender coisas mais avançadas têm de ter percebido bem os básicos, por isso eu recomendo.

5 livros para aprender JavaScript

Uma das melhores maneiras de aprender uma linguagem de programação, tal como qualquer outra matéria, é fazê-lo através de livros.

Queres aprender JavaScript? Aqui está uma lista de 5 livros para que possas escolher e ler um livro que te ajude a iniciar nesta linguagem de programação.

  • A Smarter Way to Learn JavaScript: The new approach that uses technology to cut your effort in half, Mark Myers - um livro que opta por uma abordagem muito simples partindo do principio que o leitor não sabe nada acerca de JavaScript. É completamente baseado em projetos.
  • JavaScript and JQuery: Interactive Front-End Web Development, Jon Duckett - um livro "bonito" e bem organizado que te fará aprender JavaScript e jQuery.
  • Eloquent JavaScript: A Modern Introduction to Programming, Marijn Haverbeke - como o título sugere, este livro é um livro de introdução à programação, optando por fazer a abordagem pelo JavaScript.
  • JavaScript: The Definitive Guide, David Flanagan - este livro é um guia excelente para aqueles que já têm as bases de JavaScript e pretendem aprofundá-las.
  • Learn JavaScript VISUALLY, Ivelin Demirov - é um livro que aborda o JavaScript de uma forma muito visual. É um livro relativamente curto bom para completos iniciantes nesta linguagem de programação.


Consultei o site digitalcrafts.com no dia 11/03/2019
PT 05, iniciação ao javascript

Queres aprender a programar javascript? Se queres então devias ver o nosso vídeo tutorial e visitar o site minitosta.ga, pois ambos têm muita informação que te irá ajudar a te tornares um ótimo programador. 
O nosso tutorial e o nosso site podem ter informações um pouco básicas mas estão bem explicadas, e para poderem aprender coisas mais avançadas têm de ter percebido bem os básicos, por isso eu recomendo.






domingo, 10 de março de 2019

Directr

Com o volume de vídeos de alta qualidade a inundar todos os cantos da média social, nos dias de hoje, é fácil que os menos inclinados para ser artistas se sintam um pouco deixados de fora. E, com certeza, as aplicações de edição de vídeo que agilizam o processo não são novas, mas nada deixará um produto final sem interrupções nas suas mãos com tanta rapidez e, mais importante, sem esforço, como o Directr.

  • O que é que faz?

O Directr é um software de edição de vídeo que faz toda a edição pela pessoa. Depois de entrar no Facebook, os utulizadores têm de escolher entre um storyboard pré-fabricado ou um quadro em branco. As pranchas pré-fabricadas vêm com alguns títulos bizarramente específicos, como "O meu cocktail é melhor que o seu", que então pedem que se grave várias fotografias pré-especificadas. No final, obtém-se uma obra-prima finalizada que provavelmente é muito mais profissional do que muitas coisas que se criam individualmente

  • Porque é que o Directr é útil?

É óbvio que o Directr não vai ser interessante para a maioria com uma paixão legítima por vídeo, mas para o utilizador casual que quer algo um pouco mais bonito do que clipes não editados que captura, o Directr é essencialmente perfeito. Com ele podemos rapidamente gravar momentos familiares ou noites fora e compartilhá-los instantaneamente no Twitter ou no Facebook e ainda tem um produto bem embalado que parece muito mais demorado do que os 15 segundos que levou para os lançar juntos. E, ao contrário de muitos softwares de edição de vídeo, é grátis, sendo algo que qualquer pessoa pode obter.






Sites consultados:

Tutorial de JavaScript: Pseudocode, Estrutura Básica de HTML e Loop "while"

Pseudocode? O que é isso? Queres criar um Loop, mas não sabes qual?

 Se por acaso tens estas perguntas, o vídeo que eu, João Beltrão, e Leonor Pinheiro realizámos vai-te ajudar a respondê-las.
 No vídeo abaixo iremos abordar os tópicos de "O que é um Pseudocode?" e vamos mostrar-te a criação de um Loop em Javascript, o Loop "while", e referimos a sua importância na programação, mas antes de abordarmos este conceito, iremos relembrar-te da estrutura básica de um documento HTML.

                               

 Este vídeo foi criado com a ajuda do livro "Head First: JavaScript" fornecido pelo professor, utilizámos o Screencastify para gravar os clips de vídeo e de seguida utilizámos o editor de vídeos OpenShot para juntarmos os clips e chegar a um produto final.
 Se quiseres saber como surgiu o processo de criação deste vídeo visita o site de apoio do nosso grupo
 Realizámos este trabalho no âmbito da disciplina de Aplicações Informáticas B no ano letivo 2018/19 da Escola José Gomes Ferreira. 


PT05 - Tutorial de JavaScript


Apresentamo-vos o espaço dos Batalhotas, um site criado pelo João Santos e pelo Rúben Alves,do 12º ano, para a disciplina de AIB em que partilhamos a experiência da criação de um vídeo tutorial de programação JavaScript, em que iniciamos a criação de um jogo de batalha naval. Se estás interessado em aprender as bases da programação especialmente no que toca aos jogos, esta experiência é ideal para ti.

Com o vídeo pretendemos ensinar de uma maneira mais informal, dinâmica e acessível. Damos a conhecer certas práticas que todos os bons programadores devem saber, como é o caso dos fluxogramas, essenciais para a criação de qualquer jogo, e também muitos outros aspetos importantíssimos para a criação de jogos.

Portanto, se estás intrigado com a programação, vem ver o nosso site e assiste ao nosso pequeno tutorial para veres como não é difícil começar a programar jogos e que até pode ser divertido!




O Site

PT05 - Iniciação ao JavaScript

No âmbito da proposta de trabalho 5, criámos um site que apresentasse todo o nosso trabalho e algumas etapas da elaboração deste mesmo.

O nosso site está dividido em 3 páginas:
  •  A página inicial apresenta uma breve introdução ao projecto e os seus objectivos, como também o nosso produto final, um vídeo tutorial de JavaScript que pode ser uma mais valia para quem deseja começar a aprender esta linguagem de programação;
  • A página "Temas do vídeo" que contém as temáticas abordadas no vídeo;
  • E por fim, a página "Evidências de trabalho" que agrupa todos os elementos que usámos para a planificação do nosso vídeo e para a sua elaboração.
Como o objectivo do site é promover o nosso vídeo tutorial, decidimos criar 3 subpáginas  dentro de "Temas do vídeo" que explicassem cada tópico falado no vídeo, fazendo assim um breve resumo explicativo das informações mais importantes. Esta é uma excelente forma de expôr o conteúdo desejado de maneira sucinta e organizada, para que este chegue mais facilmente a quem visita o site e vê o vídeo, tendo assim um apoio escrito para o que acabou de ver.

Também decidimos colocar 2 subpáginas em "Evidências de trabalho" para ajudar os leitores a perceber melhor o processo criativo do nosso projecto e como reunimos o conteúdo usado no produto final, o vídeo tutorial. Uma destas subpáginas está relacionada com o storyboard, que é um meio de planificação visual dos momentos chave de um vídeo. Como este é um passo crucial e muito importante, escolhemos mostrar o storyboard do  nosso tutorial como exemplo e modelo, fazendo assim do site um boa base para quem está a iniciar um projecto multimédia e não sabe por onde começar. A outra subpágina, "Materiais utilizados", está mais ligada à organização de conteúdo textual e de imagens, retirado do livro "Head First - JavaScript Programming" sobre os 3 tópicos escolhidos. Escolhemos pôr isto no site, porque consideramos esquematizar, agrupar e traduzir toda a informação dada uma boa prática, que permite escolher mais facilmente que conteúdo incluir no vídeo e o que dizer.

Sendo assim, consideramos o nosso site bastante completo, informativo e também apelativo a quem deseja aprender JavaScript e pretende perceber melhor o que se passa por detrás de um projecto multimédia. Desse modo, esperamos que visitem o nosso site e apreciem o seu conteúdo.


Deixamos aqui o link para o site: PT05 - Iniciação ao JavaScript e o nosso vídeo tutorial, que é o foco principal do nosso site.


PT05 - Iniciação ao JavaScript

No âmbito da proposta de trabalho 5, criámos um site que apresentasse todo o nosso trabalho e algumas etapas da elaboração deste mesmo.

O nosso site está dividido em 3 páginas:
  •  A página inicial apresenta uma breve introdução ao projecto e os seus objectivos, como também o nosso produto final, um vídeo tutorial de JavaScript que pode ser uma mais valia para quem deseja começar a aprender esta linguagem de programação;
  • A página "Temas do vídeo" que contém as temáticas abordadas no vídeo;
  • E por fim, a página "Evidências de trabalho" que agrupa todos os elementos que usámos para a planificação do nosso vídeo e para a sua elaboração.
Como o objectivo do site é promover o nosso vídeo tutorial, decidimos criar 3 subpáginas  dentro de "Temas do vídeo" que explicassem cada tópico falado no vídeo, fazendo assim um breve resumo explicativo das informações mais importantes. Esta é uma excelente forma de expôr o conteúdo desejado de maneira sucinta e organizada, para que este chegue mais facilmente a quem visita o site e vê o vídeo, tendo assim um apoio escrito para o que acabou de ver.

Também decidimos colocar 2 subpáginas em "Evidências de trabalho" para ajudar os leitores a perceber melhor o processo criativo do nosso projecto e como reunimos o conteúdo usado no produto final, o vídeo tutorial. Uma destas subpáginas está relacionada com o storyboard, que é um meio de planificação visual dos momentos chave de um vídeo. Como este é um passo crucial e muito importante, escolhemos mostrar o storyboard do  nosso tutorial como exemplo e modelo, fazendo assim do site um boa base para quem está a iniciar um projecto multimédia e não sabe por onde começar. A outra subpágina, "Materiais utilizados", está mais ligada à organização de conteúdo textual e de imagens, retirado do livro "Head First - JavaScript Programming" sobre os 3 tópicos escolhidos. Escolhemos pôr isto no site, porque consideramos esquematizar, agrupar e traduzir toda a informação dada uma boa prática, que permite escolher mais facilmente que conteúdo incluir no vídeo e o que dizer.

Sendo assim, consideramos o nosso site bastante completo, informativo e também apelativo a quem deseja aprender JavaScript e pretende perceber melhor o que se passa por detrás de um projecto multimédia. Desse modo, esperamos que visitem o nosso site e apreciem o seu conteúdo.


Deixamos aqui o link para o site: PT05 - Iniciação ao JavaScript e o nosso vídeo tutorial, que é o foco principal do nosso site.



Aprende como introduzir código JavaScript nas aplicações HTML


Aprende como introduzir código JavaScript nas aplicações HTML


JavaScript (JS) é uma linguagem bastante importante quando se trata de tornar as páginas web mais interativas e interessantes para o utilizador. Por isso é fundamental aprenderes os fundamentos da linguagem e como introduzir o JS nas páginas HTML.

Para isso desenvolvemos um tutorial que te ajuda nos primeiros passos e que serve de introdução ao curso completo de JavaScript que poderás seguir online dentro em breve.

Vê abaixo o vídeo que preparámos para ti:





Podes clicar no link para consultares no site do curso os outros recursos disponíveis.

Caso tenhas alguma questão poderás contactar-nos directamente por email.

A Plataforma Watson da IBM


A Plataforma Watson da IBM


Resultado de imagem para watson ibm


Watson é a plataforma de serviços cognitivos criada pela IBM para o mundo dos negócios.
A cognição (capacidade de conhecer) consiste no processo que a mente humana utiliza para adquirir
conhecimento a partir de informações recebidas do ambiente.
Com o avanço da tecnologia, essa capacidade passa a ser integrada em sistemas que podem aprender
rapidamente e massivamente e permitir resolver problemas que afetam a sociedade, como saúde,
ambiente, tecnologias, comportamentais, entre outros.
O Watson foi criado pela IBM para auxiliar profissionais, startups e empresas a desenvolverem sistemas
cognitivos que permitam melhorar processos, interações e ações.
Ele foi apresentado em 2011, durante o programa americano de perguntas e respostas, Jeopardy!
Ele foi um dos participantes e desafiou dois grandes vencedores do programa. Na época, a solução 
apenas conseguia ler textos e responder perguntas. Hoje, já possui diferentes serviços como
reconhecimento e análise de vídeos e imagem; interação por voz; leitura de grandes volumes de textos;
criação de assistentes virtuais; entre outros.
Esse sistema da IBM está disponível na nuvem, portanto não se trata de um supercomputador, um robô
ou um hardware de grandes proporções e sim de uma plataforma.  
É um sistema para o processamento avançado, recolha de informação, representação de conhecimento,
raciocínio automático e tecnologias de machine learning.
De acordo com a IBM, "Mais de 100 técnicas diferentes são utilizadas para analisar a linguagem natural,
identificar origem, localizar e gerar hipóteses, localizar e marcar evidências e juntar e organizar
as hipóteses de solução”.




Referências: 


https://pt.wikipedia.org/wiki/Watson_(supercomputador)

https://www.ibm.com/watson

Computação Quântica


Computação Quântica


Resultado de imagem para computação quantica


A computação quântica é a ciência que estuda as aplicações das teorias e propriedades da mecânica
 quântica na ciência da computação. O seu principal foco é o desenvolvimento de um computador
 quântico.

Nos sistemas computacionais tradicionais, o computador é baseado na arquitetura de Von Neumann que

distingue entre os elementos de processamento e o armazenamento de dados, isto é, o processador e a
 memória são separados por um canal de comunicação, e o seu processamento é sequencial.

As necessidades de processamento têm vindo a crescer, em particular em áreas como a Inteligência
 Artificial. E enquanto a Lei de Moore afirma que a velocidade de um computador é duplica em cada
 18 meses, é possível que essa evolução venha a atingir um limite.

Torna-se necessário arranjar uma solução para continuar a aumentar a capacidade de processamento e
 por isso a Computação Quântica tornou-se muito importante.

Na computação quântica a unidade de informação básica é o bit quântico ou q-bit. O facto da
 computação quântica ser tão poderosa reside na questão de que além de assumir '0' ou '1' como na
 computação clássica, ela pode assumir ambos os estados '0' e '1' ao mesmo tempo. Parece estranho
 ser possível assumir os dois estados diferentes ao mesmo tempo, mas a experiência mental do Gato
 de Schrodinger pode dar um sentido intuitivo à situação. E é graças à essa propriedade da superposição de estados que a Computação Quantica tem o potencial de processar muito mais
 informação por unidade de tempo.

Se na computação clássica o processamento é sequencial, na computação quântica o processamento é
 simultâneo.

Em teoria computadores baseados em Qubits poderiam resolver em minutos problemas que hoje
 levariam biliões de anos.

Nanorobots na medicina


Nanorobots na medicina


Imagem relacionada


Os Nanorobots são uma tecnologia emergente que cria máquinas (ou robots) cujos componentes têm
uma escala da ordem dos nanómetros (10-9 m)
Os Nanorobots refere-se à disciplina que desenha e constrói nanorobots com dispositivos
que vão de 0,1 a 10 micrómetros e são construídos com componentes moleculares ou nano.
Uma vez que os nanorobots serão de tamanho microscópico, seria provavelmente necessário para que
grandes quantidades deles trabalhassem em conjunto para realizar tarefas microscópicas.
Estes enxames de nanorobots poderiam ser utilizados em áreas em particular da bio-medicina,
no tratamento de cancros, eliminar componentes defeituosas de ADN, remoção de cálculos renais,
entre outros.
Várias tecnologias podem ser usadas, como os Biochip (combinação da fotolitografia e biomateriais),
Nubots (um acrónimo para Nucleic Acid Robots), Nanoassemblagem posicional (usar a mecanosíntese
posicional, capazes de construir nanorobots em forma de diamante) e o uso de bactérias (onde estas são
usadas como meios de propulsão e controlados por campos electromagnéticos).
A Nanotecnologia na medicina tem um enorme potencial ao permitir intervenções menos invasivas e obter
assim recuperações mais rápidas e mais económicas.


Creating nanomedicine with the crowd | Sabine Hauert | TEDxWarwick


Referência:




Tutorial de JavaScript: Adicionar JavaScript à página HTML, Repetições no JavaScript e O que são funções?

Queres começar a aprender JavaScript? Então este é o tutorial para ti!

Este tutorial é destinado àqueles que querem começar a sua jornada no JavaScript, especialmente visto que um dos tópicos que trata é "Como adicionar JavaScript a uma página HTML?" ou seja, o início dos inícios quando se vai programar em JavaScript. Os restantes tópicos a serem tratados são também muito úteis para um principiante, pois é impossível avançar nesta matéria comulativa que é a programação sem entender os conceitos de Loop e Função no JavaScript.

Com este tutorial vais compreender os exemplos dados e ficar consciente destes conceitos do JavaScript, assim como já vais ser capaz de começar a escrever em JavaScript numa página HTML!

Não esperes e começa já a aprender!!





Para realizar este vídeo tutorial tivemos como apoio o livro "Head First: JavaScript", utilizámos o Editor de vídeo gratuito OpenShot e o Screencastify para gravar os clips de vídeo do ecrã, e utilizámos também a máquina Canon EOS 700D. Todo o processo de criação do vídeo pode ser encontrado no site de apoio: Site de apoio
Este vídeo foi realizado para a disciplina de Aplicações Informáticas B no ano letivo de 2018/2019 na Escola Secundária José Gomes Ferreira.

Tutorial de JavaScript: Variáveis Locais e Globais, Loop While e Mini-Aplicação

Estás interessado em JavaScript? 

Queres aprender como funcionam variáveis globais e locais e onde utilizar quais destas? Gostavas de aprender a desenvolver uma mini-aplicação e fazê-la correr na web? Então temos o tutorial ideal para ti. 

Neste projeto eu, Filipa Costa, e o meu colega Tomás Philippart criámos um vídeo tutorial que explica tudo isto e um pouco mais (como while loop e boas práticas de programação em JavaScript). Incluímos no vídeo um mini-projeto, a criação de uma aplicação que nos canta a famosa música "99 Bottles of Beer".

Não te preocupes mais em ser o novato da programação no teu bootcamp ou sequer penses que esta linguagem é difícil. Neste vídeo sintetizamos tudo o que precisas para teres um começo ideal na programação em JavaScript e esperamos que te dê as ferramentas que precisas para seres o melhor programador que sabes ser. Clica no vídeo abaixo e visita o nosso site para mais informação. Boa sorte!




Ao longo do vídeo baseamo-nos no livro Head First: JavaScript Programming.
No desenvolvimento deste vídeo utilizámos também outras ferramentas:
Screencastify (plugin do Chrome, que permite a gravação de ecrã); 
Audacity (sistema de gravação e edição de som); 
PhotoShop (edição de imagem, criação dos slides explicativos); 
OpenShot (programa de edição de vídeo, gratuito); 
Google Sites (permitiu a criação do site de apoio ao tutorial);
Google Docs (planeamento do vídeo e conteúdos a abordar).

Esta atividade foi desenvolvida em resposta a uma proposta de trabalho para a disciplina de AIB com o professor Luís Pitta, na Escola Secundária José Gomes Ferreira.

O que é a Inteligência Artificial?

O que é a Inteligência Artificial e como funciona

Afinal, o que é a Inteligência Artificial? Para responder à pergunta, temos de recordar os motivos que a fizeram nascer como ciência entre os anos 40 e 60 do século passado. Na altura, os cientistas queriam compreender como funcionava o pensamento humano para desenvolver modelos que o pudessem imitar. Foi graças a esses modelos que surgiram os primeiros computadores.

o que é a inteligencia artificialDesde então, muita coisa aconteceu. A Inteligência Artificial (IA) tornou-se um ramo importante da engenharia que passou a investir fortemente na invenção e criação de ferramentas capazes de realizar tarefas com maior rapidez e mais eficiência do que um ser humano seria capaz. Mas os sistemas com IA vão muito além destas máquinas que fazem processamento de dados e executam tarefas pré-programados.

O objetivo atual para as máquinas com IA é que consigam adquirir, representar a manipular o próprio conhecimento. Falamos de sistemas parecidos com os assistentes virtuais como a Siri ou Alexa, aos quais podemos pedir pequenas tarefas, e de sistemas mais sofisticados com capacidade para elaborar diagnósticos médicos, processar comandos de voz e até capazes de reconhecer automaticamente alvos militares. As aplicações são imensas e as questões de ética que as envolvem também.





Consultei o site Observador no dia 10/03/2019.

5 editores de vídeo gratuitos online

Provavelmente conhecem muitos editores de vídeo, muitos grátis, mas existem programas que correm online para que possamos fazer edições de vídeo simples sem termos de instalar nada no nosso computador.

Aqui estão 5 dos melhores editores de vídeo online que podem utilizar no vosso browser:
  • Movie Maker Online - é provavelmente o melhor nesta lista: é um editor muito completo que nos oferece media royalty-free para poder suplementar o nosso produto final. São os anúncios que pagam o site por isso podem achar que isto vos distrai um pouco, não podendo utilizar AdBlocker.
  • ClipChamp - este programa é um pouco limitado, principalmente na versão gratuita no entanto é fácil de utilizar e é bastante aceitável para aqueles que querem realizar um trabalho simples.
  • Adobe Spark - este programa da Adobe é perfeito para quem quer criar vídeos para postar nas redes sociais mantendo-se bastante fácil e eficiente de utilizar.
  • Online Video Cutter - para quem acha os outros editores confusos este é uma boa escolha, é muito muito fácil de utilizar e está disponível como um plug-in do Chrome.
  • Kizoa - feito para criar vídeos divertidos para o Twitter e Facebook. Embora permita cortar e rodar vídeo entre outras coisas, é mais adequado para tornar um conjunto de fotografias paradas em alguma mais dinâmico e divertido.


Consultei o site techradar.com no dia 08/03/2019


Mensagem em destaque

Impacto da IoT nas Smart cities (parte 02)

Governo inteligente: Analisar reclamações e preocupações apresentadas pelos cidadãos devido a melhores capacidades sensorial ajuda a res...