quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Apple quer reinventar os livros escolares com a ajuda do iPad

A Apple apresentou hoje um novo serviço para o sector da Educação com o qual pretende incentivar a utilização de livros escolares digitais e reinventar a imagem destes livros
Denominado iBooks 2, o novo serviço foi desenvolvido em parceria com três editoras (Pearson PLC, McGraw-Hill e Houghton Mifflin Harcourt) que, segundo dados da agência Reuters, são responsáveis por 90 por cento do mercado de livros escolares nos EUA.
Através deste serviço é possível criar conteúdos semelhantes a livros escolares, mas em formato digital.
Durante a apresentação, que decorreu no Museu Guggenheim, em Nova Iorque, o responsável de marketing da Apple, Phil Schiller, demonstrou algumas funcionalidades da aplicação e a forma como esta pode ser utilizada tanto pelos autores de livros escolares como pelos próprios docentes para criarem conteúdos.
Citado pela agência noticiosa, Phil Schiller considerou que este serviço irá mudar a imagem tradicional dos livros escolares.
O mesmo responsável sublinhou durante a apresentação do iBooks 2 que «é difícil não ver que um livro escolar nem sempre é a ferramenta ideal para aprender».
A nova aplicação para iPad já se encontra disponível gratuitamente na loja de aplicações a partir de hoje e de acordo com a Apple, cada livro escolar digital criado com a tecnologia será comercializado por 14.99 dólares ou menos.

Sem comentários:

Enviar um comentário