domingo, 3 de maio de 2015

Tecnologia da Universidade de Aveiro põe drone a vigiar as florestas



Uma equipa da Universidade de Aveiro desenvolveu uma tecnologia que, quando integrada num drone (avião não tripulado), permite avaliar as consequências que a falta de água ou de nutrientes, doenças ou ataques de insectos e fungos têm sobre as florestas. Na fase seguinte, a equipa pretende que o projecto chegue também às explorações agrícolas.

O objectivo inicial do projecto é simples. “Mudar o paradigma da monotorização das florestas, que quando realizada é morosa e feita por técnicos no terreno”, indica a Universidade de Aveiro (UA) em comunicado.

Devido à dimensão da área em causa, a utilização de um drone poderá facilitar a tarefa de monitorização. Segundo a UA, o equipamento com a nova tecnologia “consegue monitorizar 50 mil metros quadrados a cada dez minutos”.


Sem comentários:

Enviar um comentário