domingo, 26 de março de 2017

Jovem transforma seu carro em um simulador de Mario Kart 64





Pra quem gosta de jogos e simuladores de corrida, existe um mercado inteiro de volantes por aí, que vão desde os mais baratinhos até os caríssimos. Mas um trio de americanos resolveu transformar um carro de verdade, mais especificamente um Chevrolet Volt, em um imenso controle para um dos melhores títulos de corrida da história: Mario Kart 64!

O projeto, chamado de “o simulador mais realista do mundo de direção automotiva”, apareceu pela primeira vez no evento HackIllinois de 2016, promovido pela Universidade de Illinois. A equipe “Catch Me If You CAN”, uma referência direta ao padrão de comunicação de rede dos carros, foi responsável pela sua criação.

Basicamente, os rapazes usaram um Raspberry Pi e conectaram o mini-PC na entrada OBD2 do carro, o que permite que um laptop consiga fazer a leitura dos sinais CAN BUS provenientes dos pedais e do volante. Aí foi só rodar o Mario Kart 64 e voilá: o carro se tornou um imenso joystick, inclusive com a chave de seta e dos limpadores sendo utilizadas para usar os itens e o turbo do game.



O processo foi demorado e os testes foram feitos em outro modelo, um Honda CR-V, que foi “bricado” duas vezes durante o desenvolvimento do software que permitiu a conversão dos controles do veículo para dentro do jogo – mas nada muito sério, já que os rapazes conseguiram restaurar o sistema.

“A parte mais difícil foi o volante. O emulador só suporta dois comandos, um para esquerda e outro para a direita. [...] Contornamos isso fazendo com que o jogo interprete a virada da seguinte forma: quanto mais o volante é virado, é como se o botão ficasse pressionado por mais tempo, fazendo o carro virar mais rápido no game. O resultado é uma experiência muito intuitiva, similar a dirigir um veículo de verdade”, explica um dos integrantes do grupo.

O vídeo da demonstração surgiu no ano passado, mas voltou a fazer sucesso nas redes sociais e no YouTube:

Para a alegria dos aventureiros e programadores de plantão, o pessoal do “Catch Me If You CAN” disponibilizou toda a programação e o passo-a-passo de como fazer o seu próprio simulador de Mario Kart 64 – e, dessa vez, não é mentirinha igual aquele cara que rodou DOOM num Porsche. Eles também documentaram o desenvolvimento em uma outra página dedicada, que explica um pouco de como foi feito e quais foram os desafios enfrentados.

Sem comentários:

Enviar um comentário