domingo, 27 de fevereiro de 2011

E o Óscar é capaz de ir para...


A madrugada desta segunda-feira (em Portugal) é única no ano para quem segue com fervor o que de melhor se faz na 7ª Arte - especialmente a que chega às salas de cinema. A cerimónia dos Óscares está de volta pela 83ª vez, com novos e antigos protagonistas e uma jovem dupla de apresentadores: o alternativo e «nada cómico», segundo o próprio, James Franco (que está nomeado para Melhor Actor), e a bela Anne Hathaway - buscam-se mais audiências para manter o formato actual vivo.
Nos muitos nomeados, uns são mais favoritos que outros. A categoria de Filme do Ano volta a ter dez filmes, onde destacamos o thriller psicológico intenso que tem o bailado como pano de fundo e uma interpretação estonteante de Natalie Portman: Cisne Negro (de Darren Aronofsky), e o retrato bizarro de um jovem empreendedor pouco sociável, que mudou a forma como usamos as redes sociais: A Rede Social (de David Fincher). Mas o grande favorito nas apostas americanas é O Discurso do Rei, a história de um rei inglês gago (Colin Firth deve ser o Melhor Actor) que vence os medos para inspirar o seu império - o filme de Tom Hooper é rei das nomeações, com 12 no total. Nas nossas apostas, acrescentaríamos o intenso 127 Horas e a incrivelmente bem escrita e tocante animação Toy Story 3. Natalie Portman deve ser a Melhor Actriz; Christian Bale, o Actor Secundário; e a jovem Hailee Steinfeld a Actriz Secundária. Certezas, só mesmo na madrugada de segunda-feira.



in Destak, 5ª feira - 24 de Fevereiro de 2011

Sem comentários:

Enviar um comentário