segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

Novos computadores poderam não suportar os Windows anteriores ao 8

Você estava á espera para obter um novo PC com Windows no escritório deste ano, sem ter que mudar para o Windows 10 no processo? Você pode não ter alternativa, infelizmente.A Microsoft revelou que, a partir de agora, os processadores mais recentes da AMD, Intel e Qualcomm vão exigir a versão atual do Windows para obter o apoio da empresa. Não espere que a Kaby Lake-base workstation corra no Windows 7 correctamente ... ou, mais provavelmente, de todo.

 Você vai ter que ser exigente sobre os processadores existentes também. Microsoft está a elaborar uma lista de processadores baseados em Skylake que vão apoiar com Windows 7 e 8.1, mas este programa só vai durar até 17 de julho de 2017. Depois disso, a empresas terão que atualizar para o Windows 10 para obter qualquer ajuda . Pelo menos alguns dos mais novos PCs empresariais da Dell, HP e Lenovo estão preparados para funcionar, se você se está a perguntar o que é que é seguro comprar. 

A nova política vai ajudar a Microsoft a criar "integração profunda" entre o Windows e o hardware mais recente. Deverá ver-se nesses PCs mais recentes como tirar mais proveito do Windows 10 no futuro. No entanto, ele também ajuda a Microsoft a combater convenientemente um dos seus maiores problemas: conseguir que empresas para atualizem o Windows. Muitos clientes empresariais habituam-se a versões antigas do Windows para o maior tempo possível, até o ponto onde os fabricantes de PC, por vezes, oferecem essas versões em novos sistemas de marca. Isso provavelmente não vai ser uma opção no futuro - seu empregador terá que adotar a versão mais recente do Windows se quiser funcionar correctamente.

2 comentários: