quarta-feira, 1 de junho de 2016

CPU Intel de 10 núcleos é mesmo 'monstra' — e mais cara do que imaginávamos



Um dos grandes anúncios desta segunda-feira (30) veio da Intel, com o novo modelo de CPU Core i7 com nada menos que 10 núcleos. E o destaque dessa geração, a "Extreme Edition", recebeu alguns detalhes adicionais durante a Computex 2016.

Para começar, uma má notícia: o preço do modelo mais poderoso, o 6950X, acabou encarecido em relação às informações originalmente divulgadas aqui no TecMundo. De US$ 1.569, ele passou para US$ 1.723 (cerca de R$ 6.140)

Os outros modelos também ficaram mais caros no preço final, com aumentos menos consideráveis:
i7-6900K - de US$ 999 para US$ 1.089 (R$ 3.882)
i7-6850K - de US$ 587 para US$ 617 (R$ 2.199)
i7-6800K - de US$ 412 para US$ 434 (R$ 1.547)

Só que também tem uma boa notícia: segundo o site The Verge, está confirmada a manutenção de compatibilidade dessa geração de chips (Broadwell-E) em relação ao chipset X99 chipset da anterior (Haswell-E). Assim, se você é cliente fiel da marca, não precisará trocar de placa-mãe na hora do upgrade, sendo necessário apenas a atualização da própria unidade de processamento.
Relembrando o monstro

Fabricadas em uma arquitetura de 14 nm, as novas CPUs da Intel já vêm desbloqueados e otimizados para overclocking e personalizações. Eles são ideais para praticamente qualquer coisa que você fizer na máquina, mas ganham destaques especiais algumas funções que estão na moda: para multitarefas pesadas, realidade virtual (VR), criação de vídeo em 360º e reprodução ou edição de conteúdos em 4K.

O grande destaque dessa nova geração, o i7-6950X CPU, é o tal "monstro" de 10 núcleos e 3 GHz (com Turbo Boost de 3,5 GHz). Ele ainda conta com 25MB de cache onboard e, assim como o resto da linha, apresenta a tecnologia Turbo Boost Max 3.0. Com ela o desempenho melhora no geral em 15%, seja para arquiteturas de comandos únicos ou múltiplos.

Sem comentários:

Enviar um comentário