segunda-feira, 1 de maio de 2017

"Amélia & Duarte"


A primeira curta-metragem de Alice Guimarães e Mónica Santos funde os géneros da ficção e da animação narrando a história amorosa de um par que lida com o final de uma relação.

A história de amor de Amélia e Duarte está esgotada e agora restam as memórias depositadas numa Secção dos Amores Perdidos, um arquivo onde se acumulam caixas identificadas com os nomes do casal e que guardam objectos, cheiros, sabores, sorrisos, sentimentos, os instantes da relação.

O filme expõe as memórias que atormentam Amélia e Duarte, citando as recordações que o casal vai desprezando e as decisões que vão sendo tomadas para aniquiliar essas vivências e partilhas que relembram os momentos doces da relação.

A curta-metragem tem um estilo cativante e original, tendo sido realizada através do recurso às técnicas de pixilação e stop-motion. A ambiência technicolor da década de 50, retrata o surrealismo desesperado dos atos do casal e acentua uma impressão cromática sobre o fim do amor.

As realizadoras Alice Guimarães e Mónica Santos complementam-se no processo criativo. Alice especializou-se em artes digitais enquanto que Mónica travalha imagem real e animada.

Sem comentários:

Enviar um comentário