Pesquisar aqui

Monday, October 28, 2019

Cortes e Transições

Cortes e Transições

Hoje falo deste assunto que é bastante enervante quando das duas uma: ou não acontece ou acontece demasiado.


Quando não acontece: Na verdade nem diria que quando não há transições seja mau, pelo contrário acho extremamente bom. O facto de uma cena ser apenas uma gravação é extraordinário. Em cinema poucas vezes isto acontece mas quando acontece conseguimos entender que está ali muito trabalho.
Dou um exemplo de um filme no qual não só acontece mas acontece de forma espetacular: Atonement.
https://www.youtube.com/watch?v=WN_N8pe8UqE

Nesta cena há uma perfeita sincronização entre figurantes, movimentos de câmara, cenário, entrada e saída de personagens, tudo isto num longo Take de cinco minutos.

Quando acontece demasiado: A isto já estamos habituados. Neste momento toda a gente é "Youtuber" mas nem toda a gente tem noção do que é sê-lo. Acontece mais com pessoas mais novas, aprendem a fazer umas transições interessantes e subitamente os vídeos estão cheios delas. O mesmo acontece com os Cortes. Haverá necessidade de cortar entre ca-da sí-la-ba? Não! A única coisa que isso mostra é uma falta de "à vontade" brutal quando em frente a uma câmara.
https://www.youtube.com/watch?v=wvzmBd0fQ_U

No comments:

Post a Comment

Comente de forma construtiva...

Note: Only a member of this blog may post a comment.