sábado, 30 de maio de 2015

Ecocapsule, a casa portátil ecoeficiente que veio da Eslováquia

Com cerca de 11 metros quadrados, a cápsula ecológica tem painéis solares e uma turbina de vento para carregar a bateria da casa.

Nos comentários mais recentes no Facebook, há quem queira 15 unidades para criar um “eco-hotel” em Odessa, Ucrânia, ou apenas uma unidade para servir de casa. Há ainda quem pergunte sobre os custos de envio para a Austrália ou Israel. A página na rede social pertence à Ecocapsule, uma criação da empresa eslovaca Nice Architects. Trata-se de, como o nome indica, de uma cápsula ecológica, uma espécie de casa portátil, estilo caravana, compacta, em forma de ovo, energeticamente eficiente, com uma pequena cozinha, cama e casa de banho, com capacidade para duas pessoas.

Esta casa portátil é auto-sustentável devido aos pequenos painéis solares que tem sobre toda a cobertura e uma turbina de vento de 750 watts que alimentam a bateria da cápsula com capacidade de 9744 watts-hora. O sistema energético ecológico permite, segundo a Nice Architects, que a cápsula funcione durante um ano em locais sem qualquer outro tipo de abastecimento. A Ecocapsule tem um sistema recolector de água da chuva e do orvalho e filtros de água que permitem aos ocupantes utilizarem qualquer fonte de água.
Com cerca de 11 metros quadrados (4,5 metros de comprimento por 2,4 de largura, a Ecocapsule tem um pequeno balcão de cozinha, com lavatório e fogão incluídos, uma cama de um lado e uma bancada do outro, que pode servir de mesa de cozinha ou secretária, um pequeno compartimento onde está instalada uma sanita e um chuveiro, e uma zona de arrumação. A casa portátil pode ser transportada como um qualquer atrelado ou caravana.
Ainda não um preço final para a Ecocapsule. Segundo o site da Nice Architects, este deverá ser revelado no último trimestre deste ano, a mesma altura em que a empresa prevê abrir a possibilidade de fazer pré-encomendas. A cápsula ecológica está numa fase de protótipo, mas a empresa eslovaca prepara-se para dar início à produção de mais unidades, ainda num só modelo, estando previsto que as primeiras encomendas comecem a ser entregues na primeira metade de 2016.

Sem comentários:

Enviar um comentário