segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Fenaquistiscópio ou Zootrópio


O Fenaquistoscópio ou Zootrópio é um dos vários brinquedos óticos que estudámos nas aulas. O seu nome derivado grego, "espectador ilusório", e foi inventado por Joseph Plateau para fundamentar a sua teoria sobre a persistência retiniana.
Consiste num disco preso no centro com uma agulha grossa, um arame ou um prego a uma cabo (por exemplo um pau) de modo a fazê-lo girar rapidamente. Nas extremidades do disco, e entre as ranhuras, encontram-se desenhadas várias figuras em posições diferentes, mas sequenciais. 

Pouco depois da invenção do zootrópio, Plateau descobriu que o número de imagens para criar uma ilusão de movimento era 16, sendo assim necessários 16 fotogramas por segundo para as primeiras películas.
O observador só tem de segurar o disco em frente a um espelho com as imagens voltadas para este. Olhando através das ranhuras e girando o disco, as figuras adquirem movimento, sendo então possível obter uma sequência de imagens animadas.

Aqui fica um exemplo:



Sem comentários:

Enviar um comentário