sábado, 29 de abril de 2017

Novas fotografias colocam em causa real impacto da “mãe de todas as bombas"

"Uma série de imagens captadas pela Reuteursno Afeganistão – na zona que terá 
sido atingida pela “mãe de todas as bombas”, lançada pelos EUA no passado dia 
13 de abril – revelam que os danos causados terão sido bastante menores do que 
os pretendidos. As imagens questionam também o real impacto da bomba 
não-nuclear que, de acordo com as forças militares norte-americanas, teria 
destruído túneis usados por elementos do Estado Islâmico e causado ainda a 
morte a 36 combatentes do grupo terrorista."

Figura 1 -  danos da bomba GBU-43 numa província do Afeganistão


"As novas fotografias, contudo, mostram um cenário um pouco diferente. 
O alvo do ataque norte-americano eram túneis e outras infraestruturas ao 
serviço do Estado Islâmico,  mas as fotografias de Parwiz pouco mais mostram do 
que árvores queimadas e algumas casas danificadas na zona."

Figura 2 - MOAB , "mother of all bombs"

Sem comentários:

Enviar um comentário