sábado, 19 de março de 2011

Tecnologia e Sono

A National Sleep Foundation dos Estados Unidos (Fundação Nacional do Sono), conduziu um inquérito sobre o uso de diversos tipos de dispositivos electrónicos nas horas precedentes ao deitar. Este incluiu o uso de televisão, computadores, telemóveis, consolas e smartphones.

Dos inquiridos praticamente 95 por cento admitiu usar algum tipo de dispositivo, na hora antes de ir para a cama, e cerca de dois terços admitiu que não dorme tanto quanto devia. A sondagem revela ainda que 43 por cento consideram que raramente, ou nunca, têm um sono satisfatório durante a semana.

Mais de um terço dos adolescentes entre os 13 e os 18 anos, e 28 por cento dos adultos entre os 18 e os 29, jogam videojogos antes de se deitar. Sessenta e um por cento dos inquiridos usam o computador pelo menos algumas noites por semana. Ver televisão antes de ir para a cama é mais frequente na faixa etária dos 46 aos 64 anos.

Sem dúvida que o facto de cada vez mais os nossos quartos estarem invadidos por tecnologia contribui para estimular o uso destes equipamentos. A luz dos ecrãs fomenta um estado de alerta e inibe a produção de melatonina, uma hormona que ajuda a regular os ciclos biológicos e que induz sono. A melatonina é produzida em condições de pouca luminosidade e os responsáveis dizem haver uma ligação entre a falta de sono e o uso da electrónica.

Segundo o estudo a utilização destes aparelhos "pode ter consequências graves para a saúde física, o desenvolvimento cognitivo e outros indicadores do bem-estar".

Sem comentários:

Enviar um comentário