segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Vogue acusada de usar Photoshop na capa de março

A capa mais recente da edição norte-americana parece ter sido alvo de manipulação ou, então, de uma mera ilusão ótica. No centro da polémica está a modelo "plus size" Ashley Graham.



“O que aconteceu à mão de Gigi Hadid?” A pergunta surgiu em diferentes meios de comunicação assim que a Vogue norte-americana partilhou a sua mais recente capa. A edição de março da revista tinha como intenção celebrar todos os tipos de beleza, mas a publicação acabou por ser acusada, pelos leitores, de usar Photoshop.

Na capa de março figura um conjunto de jovens mulheres abraçadas umas às outras numa praia, entre elas Gigi Hadid e Ashley Graham, a modelo plus size que está a revolucionar a indústria da moda e que, neste caso, está no centro da polémica: além de ser a única mulher com a mão sobre a perna, à volta da sua cintura está a mão de Hadid que, na fotografia, parece anormalmente mais longa. A alegada discriminação parece óbvia e esta é a pergunta que muitos fazem: será que a Vogue manipulou a imagem para que Graham parecesse mais magra? Não esquecer que a revista de março tem como mote a diversidade da beleza feminina.

Não se sabe ao certo o que está em causa — se ilusão ótica ou se manipulação de imagem –, uma vez que a bíblia da moda, como a Vogue é conhecia, ainda não se pronunciou sobre o assunto. Até lá, e caso o faça, os comentários de protesto dos leitores acumulam-se nas redes sociais, ainda que Ashley Graham já tenha esclarecido, via Instagram, que a pose com que foi fotografada para a capa foi escolhida por si e não imposta pela Vogue: “Eu escolhi posar assim… ninguém me disse para fazer o quer que fosse”.


Data da consulta:19.02.2017

Sem comentários:

Enviar um comentário