Pesquisar aqui

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2020

Utilizar IoT para ajudar o ambiente!

Os cientistas dizem que a presente década (2020-2030) é decisiva na luta contra as alterações climáticas. Sendo assim, acho interessante mostrar aos leitores deste blog de que modo a IoT também consegue ajudar na preservação do meio ambiente.

Um exemplo muito interessante é o do rastreio da fauna. A IoT pode ser usada para ajudar a salvar espécies em extinção. Exemplo disso são os linces ibéricos, ao qual foram colocadas coleiras ao pescoço que permite o geomapeamento da sua localização e hábitos, juntamente com drones. Podendo assim restabelecer a sua vida em ambiente selvagem.

Outra grande aplicação da IoT é na poupança de energia, principalmente em casa. Com a utilização de dispositivos inteligentes como termostatos, lâmpadas, fogões,... Podemos usufruir das suas capacidades de reconhecimento dos nossos hábitos para que estes nos ajudem a poupar na conta da luz e no ambiente. A lâmpada pode desligar quando saímos do cómodo em questão, o fogão desligar-se assim que a água começa a ferver e por aí vai.

É do senso comum que uma das atividades agrícolas mais poluente é a agricultura. Como já referi noutro post, a IoT também possui aplicação neste setor. Sendo que os seu maior benefício para o mesmo é a poupança de recursos através da utilização de sensores para evitar as sobre regas, para controlar o gado sem o uso de barreiras físicas ou para monitorar o crescimento da plantação, permitindo saber as suas necessidades com antecedência, estas ao serem acudidas permitem uma maior rentabilidade da mesma. Isto tudo é de especial importância tendo em conta que é esperado que a demanda mundal por alimentos duplique até 2050.  

Existe ainda uma aplicação da IoT que apesar de ser ainda um conceito, pode ser de grande valor ambiental. Como já disse várias vezes, a IoT é peça fundamental para o desenvolvimento de carros autónomos. Estes prevê-se serem extremamente mais rentáveis, em termos de consumo de combustível, que os carros atuais. Os carros ao estarem todos conectados entre si permitem que todos saibam o que os outros estão prestes a fazer, reduzindo em muito o trânsito e o para arranca que caracteriza os espaços urbanos. Como é sabido pelo público em geral, as mudanças bruscas de velocidade são uma das formas que gastam mais combustível, reduzindo esta inconveniência também o consumo será reduzido.



Imagem:

  • URL
  • consultada no dia 03/01/2020


fonte:

Sem comentários:

Publicar um comentário

Comente de forma construtiva...

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.