sexta-feira, 6 de março de 2015

RICO POBRE MENDIGO LADRÓN de Jorge Molder

"Rico Pobre Mendigo Ladrón" é, tal como a exposição que esteve patente no Museu Nacional de Arte Contemporânea - Museu do Chiado, uma mostra antológica de um dos mais importantes e internacionalizados artistas portugueses.
No Círculo de Bellas Artes de Madrid mostram-se cerca de 50 fotografias seleccionadas das séries mais significativas do artistas produzidas desde 1990 até hoje. Séries que foram redesenhadas por Molder de forma exclusiva para esta exposição. Algumas são inéditas, permitindo novos caminhos de interpretação do trabalho do artista. 
Jorge Molder foi o vencedor do Grande Prémio Fundação EDP Arte em 2010, iniciativa que distingue artistas plásticos portugueses, com carreira historicamente relevante, desenvolvida em Portugal ou no estrangeiro e cujo trabalho tenha contribuído para afirmar as tendências estéticas contemporâneas.
Jorge Molder nasceu em Lisboa, em 1947, e estudou filosofia na Universidade de Lisboa. Destacado nome da fotografia portuguesa contemporânea, com obra vasta e de grande projeção internacional, Jorge Molder trabalha, desde o final dos anos 70, privilegiando a imagem a preto e branco, a representação teatral de espaços vazios ou habitados por personagens elas mesmas em coreografias teatrais.
Em mais de 30 anos de carreira, Jorge Molder conta com mais de cinco dezenas de exposições individuais em Portugal e no estrangeiro e mais de uma centena de exposições coletivas. O seu trabalho está hoje representado em inúmeras coleções relevantes, como a do Art Institute of Chicago, Centro de Arte Moderna da Fundação Gulbenkian, Museu Nacional Centro de Arte Reina Sofia, Maison Européene de la Photographie e Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro.

Sem comentários:

Enviar um comentário