sábado, 21 de maio de 2016

Como funcionam os buracos negros?




Desde sempre que o Homem tem querido explorar o espaço sideral. Mas com as nossas limitações, torna-se difícil de calcular com precisão a quantidade de asteróides, meteoritos, galáxias e planetas. No entanto, um dos fenómenos que mais interesse nos desperta são os buracos negros pelas suas características únicas.


O QUE É UM BURACO NEGRO?


De acordo com a NASA, um buraco negro pode ser definido como uma área específica no espaço onde a gravidade é tão forte que nem mesmo a luz consegue escapar. O campo gravitacional de um buraco negro é tão potente porque a matéria está a tentar passar por uma região muito pequena. Um buraco negro pode surgir quando uma estrela morre.




MAS COMO APARECEM OS BURACOS NEGROS?



Os cientistas revelam que o mais provável é que os buracos negros se terão começado a formar ao mesmo tempo que o próprio universo.
Quando morre, uma estrela pode colapsar sobre si mesma e é criado um buraco negro.
Uma supernova ocorre quando uma estrela passa por este processo. Ao morrer, a estrela fragmenta-se e a sua matéria sai disparada pelo espaço.
Em relação aos buracos negros supermassivos, os cientistas dizem que provavelmente se formam ao mesmo tempo que a galáxia onde estão localizados.
A sua força de gravidade é tal que atraem todas as estrelas e planetas perto deles. Em relação à Terra, não há problema uma vez que não existem buracos negros relativamente próximos de nós, de forma que o nosso planeta não corre perigo de ser atraído para nenhum deles.
Mas imaginemos que havia um buraco negro comparável em massa ao nosso sol no centro do sistema solar. O que iria acontecer? Provavelmente, o sol seria sugado e o buraco negro tomaria o seu lugar. Este buraco negro teria a mesma gravidade que o sol e todos os planetas seguiriam as suas rotas de translação e rotação (em volta do buraco negro e sobre os seus eixos, respectivamente).
A NASA diz que o sol não é uma estrela suficientemente grande para dar origem a um fenómeno como um buraco negro, mas também estamos sempre a descobrir coisas novas todos os dias…




Mais informação Aqui

Sem comentários:

Enviar um comentário