domingo, 5 de março de 2017

A comichão



A colaboração entre o escritor/diretor Dianne Bellino e o animador Adam Davies resulta no filme para o festival de cinema de Sundance, The Itching (a comichão). Trata-se de um filme em stop motion, cuja ação gira em torno da ansiedade, da vulnerabilidade e da imperfeição. Trata-se da história de um lobo tímido e introvertido que tenta encontrar o seu lugar no mundo. Esta animação de 15 minutos é uma experiência de visualização emocional aberta a múltiplas interpretações dependendo do ponto de vista de cada um.

Entreter a audiência e fazê-la rir, enquanto aborda um impacto emocional, Bellino admite que pretendia "despoletar o instinto, as emoções e o subconsciente do espectador", ao criar The Itching.

7 anos para a execução deste filme, apenas com o trabalho Bellino e Davies. Numa cave em Portland ou num estúdio em Brooklyn, o casal assumiu uma atitude de responsabilidade para a concretização de todas as tarefas com um baixo orçamento para criar The Itching.

"Toda a informalidade e desordem significou que poderíamos realmente concentrar-nos no filme com distrações mínimas", admite Bellino. "O meu relacionamento com Adam era mais como o de um diretor para um ator, em vez de um diretor para um animador, no sentido em que aprofundamos muito sobre a personagem do lobo e os seus sentimentos e ações antes de cada foto. Trabalhamos arduamente (através de testes, pesquisas e discussões sem fim) para criar um estilo de animação (aqueles pequenos pontos que voam sobre o rosto de lobo e a crueldade geral do olhar) que sentimos que transmitiriam a consciência interior do lobo ".


Sem comentários:

Enviar um comentário