Pesquisar aqui

quarta-feira, 22 de janeiro de 2020

Python - Algoritmia (Parte 2)

NA PUBLICAÇÃO PASSADA FALEI DE ALGUMAS BASES DE ALGORITMIA, NESTA IREI DAR UM EXEMPLO DO USO DOS DOIS TIPOS DE REPRESENTAÇÃO QUE FALEI PARA MELHOR EXPLICAR E MOSTRAR A SUA CORRETA UTILIZAÇÃO!

Problema: Dados dois números, inteiros, inseridos pelo utilizador, dizer qual é o maior, ou então se são iguais.

Fluxograma:

Vamos resolver o problema anterior segundo o algoritmo tradicional: análise caso-a-caso:

- Se num1 é maior que num2, mostra num1…
- Caso contrário, se num2 é que é maior que num1, então mostra num2…
- Por fim, se num1 não é o maior e num2 também o não é, conclui-se que só podem ser iguais.

Um fluxograma respeita uma norma geral que pode ser adaptada por cada pessoa. A imagem seguinte mostra o algoritmo de resolução do problema que eu proponho seguindo a norma geral dos fluxogramas. No canto superior direito da imagem está uma pequena legenda, que inclui símbolos não incluídos no esquema, mas que podem ser utilizados em problemas mais avançados:

Pseudo-código:


Início Programa
    Ler num1
    Ler num2
    Se (num1>num2) Então
       Escrever "O maior é: " & num1
    Senão
       Se (num1<num2) Então
          Escrever "O maior é: " & num2
       Senão
          Escrever "São iguais."
       Fim Se   
    Fim Se
 Fim Programa

No pseudo-código demonstrado acima é esquematizado o problema de uma maneira muito simples em forma de linhas em cascata, ou seja, as linhas de código que começam mais para a direita, ocorrem apenas se as linhas acima que comecem mais à esquerda ocorram, assim como o código em programação em Python por exemplo com condições.

Assim demonstrei os dois tipos e representação de algoritmos, ambos podem ser bastante úteis, mas pessoalmente prefiro pseudo-código por que fluxogramas pode tornar-se bastante confuso em alguns programas.



Referências:



Sem comentários:

Publicar um comentário

Comente de forma construtiva...

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.