domingo, 13 de novembro de 2016

Power Point vs Google Slides

Como é o PowerPoint

O programa é um dos mais conhecidos para a confecção de apresentações gráficas, tendo sido originalmente produzido para o sistema operacional Windows, posteriormente adaptado para a plataforma Mac OS X, e vendido como parte integrante da família Office e suas versões, de forma a acompanhar o Excel, o Publisher, o Word, entre outros clássicos da Microsoft. Podem ser utilizadas imagens, vídeos, sons e textos diversos na montagem dos slides, que os usuários animam de diferentes maneiras. Há inúmeros modelos pré-definidos e galeria de objetos para serem adicionados nos quadros.


Como é o Google Slides


Este se trata de mais um serviço da suíte de produtos do Google, complementando o pacote que já trazia gestão de documentos (Google Docs), além da confecção de arquivos de planilhas e formulários, entre outros, de forma a fazer frente ao grupo de softwares da Microsoft, todos voltados para os ambientes de escritório e organização corporativa. Também há templates já prontos, para a edição por cima, embora com menos vigor estético do que no PowerPoint, mas excelentes para construções muito rápidas. E como o arquivo originado será armazenado em nuvem, várias pessoas poderão trabalhar juntas e simultaneamente na criação, e compartilhar com outras a apresentação para receber comentários a respeito. Há aplicativos que podem ser baixados e usados em dispositivos móveis.





Quais as vantagens de cada um?

De modo geral, as apresentações feitas dentro do sistema Google podem ser editadas onde quer que o usuário esteja, mas é necessário que exista conexão com banda larga para que as edições tomem forma e sejam feitas adequadamente. Afinal, da mesma maneira que acontece com o Google Docs, as alterações são salvas automaticamente à medida que o usuário digita, valendo conferir o histórico com as datas e o nome de quem fez a alteração. Mas se a pessoa precisar mudar algo e não puder ficar on-line, isso não será possível. É claro que os arquivos são acessíveis e editáveis através do acionamento da edição off-line, mas apenas se a pessoa utilizar um computador, mas não um aparelho móvel, como smartphone, notebook ou tablet. Já o PowerPoint, instalado no próprio computador, permite a visualização e edição completa, preservando o arquivo salvo em uma pasta interna no equipamento. O Google Slides permite a edição coletiva, o que pode ser uma conveniência para quem trabalha em grupo. Entretanto, o software tem menos variações e ferramentas, por enquanto, do que o PowerPoint.


Sem comentários:

Enviar um comentário