quarta-feira, 23 de maio de 2018

10 filmes de animação em stop motion


Animações stop motion possuem todo um charme que as diferenciam dos métodos mais usuais de animação que vemos por aí. Elas contam com um teor artesanal, fruto do processo árduo de produção: o stop motion é um método quadro-a-quadro, ou seja, as personagens e componentes da animação são geralmente feitos de materiais reais, como madeira e massa de modelar, fotografando em quadros que dão a impressão de movimento.
 
The Nightmare Before Christmas
 
Em português O estranho mundo de Jacké um filme em stop motion de fantasia sombria norte-americano de 1993, dirigido por Henry Selick, produzido por Tim Burton. Conta a história de Jack Skellington da "Cidade do Halloween" que abre um portal para a "Cidade do Natal". Danny Elfman escreveu as músicas da banda sonora, desde da voz de Jack, bem como de outros personagens.
Personagens: os cineastas construíram 227 bonecos para representar as personagens do filme, com Jack Skellington a possuir "cerca de quatro centenas de cabeças", permitindo a expressão de todas as emoções possíveis. Os movimentos da boca de Sally "foram animados através do método de substituição. Durante o processo de animação, só a 'máscara' da cara da boneca foi removida, a fim de preservar a ordem dos seus longos cabelos vermelhos. Tinha dez tipos de faces, cada uma formada com uma série de onze expressões (por exemplo, os olhos abertos e fechados, e várias poses faciais) e os movimentos da boca sincronizados".
 
 
Mad Monster Party
 
Um dos exemplares mais antigos da técnica de animação, Festa do Monstro Maluco (em português) é um filme de 1967, dirigido por Jules Bass.
A história narra o Barão Frankenstein reunindo diversos monstros em seu castelo para anunciar seu sucessor. O filme se tornou um clássico, ainda que sua popularidade não seja mais a mesma hoje em dia, o visual stop-motion das diversas criaturas presentes no filme é capaz de impressionar.
 

Chicken Run
 
Um dos estúdios mais conhecidos especializados na técnica stop motion é o britânico Aardman Animations, que começou a produzir curtas para a TV.
Entre os sucessos do estúdio, está o clássico Fuga das Galinhas (em português), animação em stop-motion que já foi reprisada exaustivamente na rede de televisão aberta nacional.
As animações da Aardman geralmente contam com personagens feitos de massa de moldar, com uma atenção meticulosa aos detalhes, algo que cativa qualquer espectador.
 
 
Kubo and the Two Strings
 
O Laika (estúdio de animação) ganhou bastante atenção graças à suas animações. Entre elas, uma das mais elogiadas pelos seus méritos técnicos é Kubo e as Cordas Mágicas.
A animação de 2016 é possivelmente uma das maiores maravilhas visuais já produzidas com a ajuda do stop motion, com cenas e momentos hipnotizantes em sua beleza.
A trama conta a história de Kubo, um rapaz, que procura desvendar o mistério do falecido do pai samurai enquanto lida com forças sombrias, descobrindo no processo seus próprios poderes mágicos.
 

Mary and Max
 
Entrando agora na esfera dos filmes adultos, o gênero stop motion já rendeu algumas pérolas premiadas nesse âmbito. Aqui vale a pena a menção honrosa de Anomalisa (2015).
No entanto, o sexto lugar da lista vai para Mary and Max, uma animação feita em claymation (uma das formas do stop motion, focada em massa de modelar), que conta a tocante história entre a amizade de uma rapariga e um senhor, ambos com vidas dificultosas e aflitas, que passam a se corresponder quase que pelo acaso.
A animação toca em diversos pontos filosóficos no decorrer da trama, abrangendo até temas sombrios, como o suicídio, sendo um expoente do quão versátil e encantador o gênero stop motion pode ser.
 

James and the Giant Peach
 
Mais um filme de Henry Selick com produção de Tim Burton, James e o Pêssego Gigante mistura o cinema live action (com atores reais) e as técnicas de animação stop motion.
A história conta as aventuras de um rapaz órfão, que sofre na mão de terríveis guardiões. Ele acaba criando uma amizade com insetos que habitam um pêssego gigante, embarcando em uma jornada alucinante. Quando James entra o pêssego, a narrativa abandona o live action e vira uma animação.
 
 
Wallace & Gromit
 
Vencedor do Oscar de melhor animação, Wallace & Gromit: A Batalha dos Vegetais é mais um stop motion dos estúdios Aardman, explorando uma nova aventura para os dois personagens, ambos que já são ícones da cultura popular.
Wallace & Gromit já passaram por quatro curta-metragens e dois longas, sendo personagens bastante icônicos das animações stop motion.
 
 
Corpse Bride
 
Mais uma animação stop motion com o nome de Tim Burton envolvido, desta vez no cargo de diretor, junto de Mike Johnson.
A Noiva Cadáver possui uma estética que lembra bastante O Estranho Mundo de Jack, contando a história de um vivo que pede uma morta em casamento sem querer.
A animação também foi indicada ao Oscar mas acabou perdendo justamente para o Wallace & Gromit.
 
 
Coraline
 
Adaptando o livro de Neil Gaiman, o filme Coraline é dirigido por Henry Selick, responsável também por O Estranho Mundo de Jack.
Aqui, temos mais um exemplar da técnica que flerta com o horror, contando com uma narrativa docemente infantil e assustadoramente macabra, sobre uma menina que acaba por ir parar em uma realidade alternativa de seu mundo, onde os seus pais contam com botões no lugar dos olhos.
 
 
Fantastic Mr. Fox
 
Aqui, temos uma história charmosa e encantadora de uma Raposa e sua família tentando encontrar um rumo na vida, quando o pai da família resolver voltar aos seus dias de crime para roubar galináceos de quintas vizinhas.
A animação é do diretor Wes Anderson, sendo amplamente elogiada e reconhecido como um dos marcos do gênero, uma experiência visualmente aconchegante e com o coração no lugar certo.
 
 
 

 
 
 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Comente de uma forma construtiva...