quarta-feira, 18 de março de 2015

A bactéria programada para detetar cancros



Por enquanto, apenas foi testada em ratos, mas o objetivo é que, num futuro mais ou menos próximo, seja possível usar bactérias programadas para detetar cancros em humanos. O projeto científico ainda vai ser detalhado através de um artigo na revista cientifica Science Translational Medicine, mas já captou as atenções do grande público com uma apresentação na conferência TED de Vancouver, Canadá. Por detrás deste novo método de diagnóstico está Tal Danino, um investigador do MIT, dos EUA, que apontou a deteção do cancro do fígado como uma das maleitas em que as bactérias programadas poderão vir a ser usadas. 



Sem comentários:

Enviar um comentário