domingo, 15 de março de 2015

Grafeno: o "papel eletrónico"

O grafeno é uma forma cristalina do carbono e foi sintetizado por Andre Gein e Konstantin Novoselov, laureados, por isto, com o prémio Nobel da Física em 2010. Entre outras utilizações, este supermaterial pode permitir a criação do chamado “papel electrónico”. Por causa da forma cónica da energia dos seus electrões e de como, quando iluminado, absorve muito pouca luz, o grafeno é praticamente transparente. É essa característica, aliada à sua alta condutividade (é um material muito puro) e grande flexibilidade (é plano e muito fino, como uma folha de um único átomo de espessura), que lhe dá condições para ser a base do desenvolvimento do papel electrónico.
Link para mais informações sobre este assunto:
consultado em 14/3/2015

Sem comentários:

Enviar um comentário