quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Máquinas Compactas Básicas, Avançadas, Reflex e Híbridas - Que modelo se adapta às suas necessidades?

     Tal como qualquer tipologia de aparelho, as máquinas fotográficas também possuem diferentes variedades que variam em preço, funcionalidade e performance.

     Começando pelas máquinas compactas básicas, este tipo de modelo é ideal para utilizações simples, estes modelos são leves e geralmente de dimensões reduzidas o que não as impede de poderem demonstrar um bom zoom, em certos casos. Nestes modelos é cada vez mais comum a existência de visores LCD de maiores dimensões em detrimento de visores oculares, o que pode ser visto como uma desvantagem, já que visores LCD consumem bateria mais rapidamente. Para além disto, a ausência de regulações manuais sob a forma de botões pode tornar-se pouco prático visto que todas as opções se apresentam no menu. Grande parte das máquinas deste modelo possuem um zoom óptico de 4x, que é um pouco limitado, mas algumas máquinas compactas de qualidade podem chegar a ter valores de zoom superiores a 20x.



     De seguida estão as máquinas avançadas, estas são mais indicadas para utilizadores que pretendem ter mais controlo sobre as opções que a máquina oferece de uma forma mais manual, sendo também mais indicadas para um uso mais criativo. Estas máquinas permitem ajustar manualmente o equilíbrio de brancos, fazer uma focagem manual, definir a abertura do diafragma, a velocidade do obturador e a sensibilidade. Estes modelos podem ser tão versáteis como modelos reflex, mas não possuem lentes cambiáveis. A capacidade de zoom óptico é bastante elevada, podendo chegar a 35x, e tal como todas as máquinas com um zoom superior a 4x, possuem um visor óptico, que é muito mais preciso que um visor LCD, e consoante o modelo, pode ser comparável aos visores presentes em máquinas de modelo reflex. No entanto, quanto mais elevado for o alcance do zoom deste tipo de máquina, mais pesada e volumosa se torna.




     Para além das máquinas compactas, também existem as máquinas de modelo reflex, que tal como as avançadas, possuem uma grande gama de regulações manuais, mas são especialmente versáteis pois permitem trocar a lente para obter os melhores resultados dependendo da situação da fotografia. Estas máquinas são indicadas para utilizadores mais experientes, visto que um modelo reflex em kit requerem um investimento considerável.








     Por último estão as máquinas híbridas, este tipo de máquina tem a particularidade de ter lentes cambiáveis, tal como as reflex, e de dispensarem o pentaprisma e o main mirror por isso em tamanho são mais compactas que as reflex (as lentes também são de menores dimensões em comparação com as lentes reflex). No entanto, este tipo de máquina não possui um visor óptico, mas sim um digital, que acaba por pôr este tipo de máquina em desvantagem em relação a modelos que utilizam um visor óptico. Apesar disto, as máquinas híbridas, para além de serem menos dispendiosas, são também mais simples de utilizar.




     Como é possível observar, diferentes tipos de utilizações pedem diferentes tipos de máquinas, por isso é especialmente importante fazer uma escolha acertada quando adquirir uma nova máquina fotográfica.



Texto escrito por mim.

Fonte da informação:

https://www.deco.proteste.pt/tecnologia/maquinas-fotograficas/dicas/maquinas-fotograficas-que-aparelho-escolher


Imagens:
http://www.revolucaodigital.net/2012/01/04/samsung-dv300f-compacta-dualview/

https://www.worten.pt/maquina-fotografica-reflex-sony-77m2.html

   

Sem comentários:

Enviar um comentário