domingo, 15 de abril de 2018

Experiência deverá ser testada no fim do ano

O programa chinês Chang E tem estado a dar cartas no espaço desde 2007 e, no final do ano, quer levar sementes de batata para a Lua para testar o seu desenvolvimento.
As intenções são de um conjunto de 28 academias chinesas, coordenadas pela Universidade de Chongqing, que vão testar também a plantação de outras espécies, como a erva arabidopsis - conhecida por agrião de orelha de rato.
A lata - que transporta sementes de batata,  de arabidopsis e ovos de bicho da seda -, é feita numa liga especial de alumínio e tem 18 centímetros de altura e um diâmetro de 16 centímetros. Mas além de uma solução nutritiva, água e ar, no seu interior vai também uma câmara e um sistema de transmissão de dados para que, na Terra, se possa seguir a experiência em direto.
Com esta experiência, os cientistas pretendem também "estudar a respiração das sementes e a fotossíntese na Lua", explicou o cientista Liu Hanlong à imprensa chinesa.
E porquê batatas? Um dos responsáveis do projeto responde: pode vir a ser "uma boa fonte de alimento para os futuros viajantes espaciais".

Sem comentários:

Enviar um comentário

Comente de uma forma construtiva...