domingo, 15 de abril de 2018

Reconhecimento facial encontrou homem numa multidão de 50 mil

Os sistemas de reconhecimento facial têm evoluído ao longo dos anos e tornado-se cada vez mais perfeitos e com maior capacidade de deteção. O detalhe é também mais apurado e isso reflete-se no que conseguem reconhecer.
O expoente máximo destas capacidades, que é conhecido, aconteceu agora, com o reconhecimento de um criminoso procurado no meio de uma multidão de mais de 50 mil pessoas, na China.

Pode não parecer lógico ou sequer possível, mas a verdade é que o sistema de reconhecimento facial na China está a atingir níveis de qualidade e detalhe que nunca antes tinham sido vistos.
A informação partilhada pelo site Abacus revela que este homem estava num concerto em Hong Kong quando foi detetado pelo sistema de reconhecimento visual. No espaço estavam mais de 50 mil pessoas, mas, mesmo assim, foi possível, e de forma automática, os sistemas  encontrarem este suspeito de crimes fiscais.
Quando foi preso o sujeito não reagiu, mas mostrou-se muito espantado por ter sido encontrado e apanhado. Julgava estar protegido pela multidão e pensava ser apenas mais uma pessoa na multidão.

A China tem investido muito nestes sistemas nos últimos anos. No ano passado 25 pessoas foram detidas depois de terem sido reconhecidas num festival de cerveja.
Também a polícia de Zhengzhou tem estado a realizar testes com óculos com reconhecimento facial, em estações de comboio selecionadas. Estes testes levaram já à prisão de 7 suspeitos de crimes de relevo e 25 pessoas que viajavam com identidades falsas.
Estes sistemas têm ajudado o estado chinês a manter um controlo apertado e a encontrar pessoas. Estima-se que até 2020 a China tenha instaladas mais de 600 milhões de câmaras CCTV , o que permitirá conseguir ainda mais controlo e melhorar a vigilância no país.

Fonte: https://pplware.sapo.pt/high-tech/reconhecimento-facial-homem-multidao/

Sem comentários:

Enviar um comentário

Comente de uma forma construtiva...