quarta-feira, 30 de maio de 2018

Deco leva Facebook a tribunal para exigir pagamento de indemnizações

A associação de defesa do consumidor quer garantir que os portugueses com conta na rede social criada por Mark Zuckerberg sejam compensados pelo uso massivo e indevido dos seus dados, no seguimento do caso Cambridge Analytica.




A Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor (Deco) anunciou esta quarta-feira que vai avançar com uma ação em tribunal contra o Facebook para garantir que os portugueses com conta naquela rede social sejam indemnizados pelo uso indevido de dados. "Vamos avançar com uma ação em tribunal contra o Facebook. O nosso objectivo é garantir que os portugueses com conta naquela rede social sejam indemnizados pelo uso massivo e indevido dos seus dados", avança a Deco em comunicado, citado pela Lusa.

A Deco sublinha que o fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, prometeu às associações de consumidores de Portugal, Brasil, Bélgica, Espanha e Itália que iria avaliar a atribuição de uma compensação às pessoas cujos dados tenham sido abusivamente utilizados por outras aplicações que operam na rede social. "Até agora não recebemos uma proposta, pelo que vamos avançar para tribunal", afirma a associação.

Segundo os cálculos da associação, apoiada pela Universidade de Madrid, um consumidor que esteja registado no Facebook desde 2010 poderá ter direito a 200 euros de indemnização. O resultado da conta dependerá do ano em que a conta foi criada.



Sem comentários:

Enviar um comentário

Comente de uma forma construtiva...